TROPICÁLIA É PRECISO ENCERRA CICLO COM HITS CONSAGRADOS - Acesso Cultural - Arte, Cultura Pop e Entretenimento
News
Loading...

TROPICÁLIA É PRECISO ENCERRA CICLO COM HITS CONSAGRADOS

Por Andréia Bueno
Fotos Rodrigo Bueno

Com participações especiais de Carol Bezerra e Thiago Machado, o polivalente e consagrado cantor, ator e produtor Fabiano Medeiros encerrou na noite da última terça-feira (dia 30) a segunda temporada do famoso projeto “Tropicália É Preciso” no Espaço Mube Cultural, em São Paulo.


Fabiano deu início a apresentação ao som da canção “Tropicália” e seguiu com “ 2001”, “ Telegrama” , “ Juvenar”, sendo muito aplaudido ao interpretar “Panis Et Circencis” que se tornou hino do movimento na voz do grupo Os Mutantes. 


Hits consagrados como “Marcianita”, “Mamãe Coragem”,”Adeus Maria Fulo”, “Rua da Passagem”, “Balada do Louco” e “Parque Industrial” não poderiam ficar de fora.

O ator e cantor Thiago Machado (atualmente em  Cazuza – O Musical), um dos convidados para o encerramento desta temporada, acompanhou Fabiano na interpretação “Com Mais de 30” e “ Top, Top”. 



Carol Bezerra ( atualmente em  Rita Lee – Mora ao Lado) deu o tom esbanjando talento e alto astral  ao interpretar “ Domingo no Parque” e “ Augusta, A. e Consolação”.


Fabiano encerrou a apresentação ao som de “Divino Maravilhoso” acompanhado por Thiago Machado e Carol Bezerra.


Durante a segunda temporada, Fabiano teve como companheiros de palco, talentos como Gero Camilo, Amanda Acosta, Mel Lisboa, Graça Cunha, Emílio Dantas, Carlos Careqa, Simone Gutierrez, Simone Mazzer, Zeca Baleiro e Yael Pecarovich.

Com direção de André Hã e produção by Dona Sinhá, Tropicália é Preciso segue rumo a terceira temporada! O Acesso Cultural recomenda!


Sobre o movimento Tropicália:

Caetano Veloso e Gilberto Gil causaram grande impacto em suas apresentações no III Festival de Música Popular da TV Record, no ano de 1967. Ali, foram lançadas as bases para o Tropicalismo em sua versão musical - um movimento que mesclou manifestações tradicionais da cultura brasileira a inovações estéticas radicais daquela época, como correntes artísticas de vanguarda e da cultura pop nacional e estrangeira (como o Rock e o Concretismo). Antes de fins sociais e políticos, a Tropicália foi um movimento nitidamente estético e comportamental.

Em maio de 1968, começaram as gravações do álbum que seria o manifesto musical do movimento, Tropicália ou Panis et Circencis  liderado por Caetano Veloso e Gilberto Gil, do qual participaram artistas como Gal Costa, Nara Leão, Os Mutantes, Tom Zé - além dos poetas Capinam e Torquato Neto e do maestro Rogério Duprat (responsável pelos arranjos do LP). 

Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário