News
Loading...

6 Curiosidades sobre 'Game Of Thrones'

Por Andréia Bueno 

Neste domingo, estreia a sexta temporada de Game Of Thrones e separamos algumas curiosidades intrigantes!

Dez meses após um final de tirar o fôlego, os fãs finalmente saberão o que aconteceu com John Snow e outros personagens da série adaptada da obra de George R.R. Martin, sucesso de público e de crítica.

  Foto:Divulgação

As respostas virão a partir das 22h deste domingo, quando a HBO transmitirá o primeiro episódio da sexta temporada (com sinal aberto em todas as operadoras de TV paga). Repetindo o que aconteceu no ano passado, a apresentação dos 10 capítulos, semanalmente, será simultânea nos EUA e em outros países, entre eles o Brasil.

As duas primeiras temporadas foram inspiradas nos dois primeiros livros, "As Crônicas de Gelo e Fogo - A Guerra dos Tronos" e "As Crônicas de Gelo e Fogo - A Fúria dos Reis", mas a segunda temporada também tem momentos visto apenas no terceiro livro, "As Crônicas de Gelo e Fogo - A Tormenta de Espadas", que ainda inspirou a terceira e a quarta temporadas.  A primeira temporada da série teve sua première no dia do aniversário de 52 anos do ator Sean Bean, que interpreta Ned Stark. A produção contratou o especialista David J. Peterson para desenvolver as línguas dos Dothraki e do império Valyriano. Ele partiu das poucas palavras criadas por George R.R. Martin em seus livros.

Elenco Original? Michelle Fairley e Emilia Clarke não eram as primeiras escolhas para os papéis de Catelyn Stark e Daenerys Targaryen. Elas substituiram Jennifer Ehle e Tamzin Merchant, respectivamente.

Novo idioma? A produção contratou o especialista David J. Peterson para desenvolver as línguas dos Dothraki e do império Valyriano. Ele partiu das poucas palavras criadas por George R.R. Martin em seus livros.

Para celebrar a sexta temporada que estreia neste domingo no HBO, escolhemos 6 curiosidades intrigantes de GOT.

1- Aemon Targaryen é cego na vida real

O ator Peter Vaughan que interpreta o Mestre Aemon Targaryen  é cego de verdade, assim como seu personagem na série, Targaryen era um membro do serviço da Patrulha da Noite, distanciando-se das guerras e da política desbravando os Sete Reinos. 

2- Os dragões foram inspirados por gansos e gatos

Para criarem os dragões, algumas inspirações curiosas tiveram que ter sido feitas. Os dragões foram inspirados por gansos e gatos, exatamente pela equipe ter analisado o modo de vida dos animais para que a personalidade dos gigantes voadores fosse criada. 

3-Madonna usou o traje de Khaleesi

A cantora Madonna decidiu se vestir como Daenerys para Purim, um feriado apelidado de “Halloween judeu”. O ícone da música pop entrou em contato com os produtores do show para  conferir se poderia ser emprestado a ela o traje real de Khaleesi, ao invés de ter todo o trabalho de contratar costureiras e fazer o seu próprio vestido.

4- Easter Egg: a cabeça de George W. Bush aparece cortada em vários episódios da série

A primeira temporada da série é bem polêmica. Um dos Easter eggs que aparecem em um dos episódios e que talvez que você não perceba é a aparição da cabeça cortada do ex-presidente americano George W. Bush. 

5- A Rainha Elizabeth já visitou o Trono de Ferro, mas não sentou nele.

A monarca do Reino Unido, a rainha Elizabeth II, visitou acompanhada de seu marido príncipe Philip, o cenário onde são filmadas algumas cenas de Game of Thrones mais notadamente as que se passam em Porto Real, em sets localizados em Belfast, na Irlanda do Norte. A rainha chegou, apreciou o local, o trono e optou por não sentar no assento. O motivo ninguém sabe.

6-O autor George Martin escreveu os livros em um computador DOS

Se você pensa que o autor dos livros que deram origem à saga da HBO atualmente escreve sua obra em Word, Bloco de Notas, drive ou qualquer dispositivo eletrônico de escrita, esqueça. Martin desenvolve sua obra no sistema operacional DOS, um fundo preto com letras brancas. O autor revelou que escreve as páginas das Crônicas de Gelo e Fogo em um computador que roda esse sistema operacional das décadas de 80 e 90, utilizando-se, para isso, do programa WordStar 4.0. Ele revela que usa essa “arma secreta” por ela não ser conectada à internet e por fazer tudo o que ele quer e nada mais, como, por exemplo, não sugerir correções aos seus textos.
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário