News
Loading...

A Vida Que Ninguém Vê – de Eliane Brum

A vida que ninguém vê é um livro escrito com o coração. Se tem um único livro que eu não poderia morrer sem ler antes, seria este. As vidas contadas pela escritora Eliane Brum, são capazes de tocar os corações mais duros. Eu garanto, é impossível ler sem derramar ao menos uma lágrima. Os que não derramam, certamente não foram frutos da criação divina. 
Foto: Internet
Este livro tão singular retrata curtas passagens pela vida de pessoas comuns, de histórias que ninguém é capaz de ver ou queira ouvir. Eliane transforma o comum em peculiar, único e significativo.

Este livro deveria ser lido em diversas línguas, não para que todos no mundo conheçam a história de “sapo”, personagem de uma das crônicas, mas para que todos se lembrem de como é preciso amar o próximo, de como é importante agradecer o que temos, de reconhecer que todos somos especiais, cada um a sua maneira.


As crônicas contam a vida dos personagens e te fazem querer ler cada vez mais, saber o que houve com aquele senhor, com aquela criança ou com aquela família miserável que não tinha onde enterrar seu filho que nem havia nascido e já sabia o que era ser pobre.  É preciso refletir sobre a fragilidade da vida e como ela pode ser dura e linda ao mesmo tempo.

Por Colaborador: Mellanie Anversa
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário