News
Loading...

As adaptações para o cinema!

Por Nicolli Lopes

Constantes sucessos das nossas telonas, são adaptações cinematográficas, são inspirações da literatura. Acontece que muitas vezes, não sabemos de que livro saiu àquela história. E nem todas conseguem o sucesso do livro.

Foto: Divulgação

As criticas mais comuns entre os especialistas e os próprios telespectadores, são a falta de essência do filme, acontecendo que alguns pontos importantes são deixados de lado. Acontecem em alguns projetos cenas extras e mudança do texto, para melhor andamento do filme, influenciando ou não a história. Como um livro é rico em detalhes e imaginação, nem sempre os produtores conseguem passar tudo em um único filme ou em uma cena. Várias adaptações foram divididas em partes para melhor andamento.

A primeira adaptação realizada é o filme do Sherlock Holmes Baffled, sendo um projeto mudo de 30 segundos, filmado nos EUA em 1900, mas consta nos registros somente no ano de 1903. Alice nos país das maravilhas também é citada no ano de 1903, como uma adaptação. Depois desse filme, foram criados vários filmes com inspirações literárias.

Como em todos os segmentos, existem boas adaptações e algumas que não foram bem sucedidas. Nos últimos anos, as adaptações foram maiores e os famosos Best Sellers foram sendo filmados e apreciados por gerações.

Alguns recentes sucessos são Harry Potter (2001 – 2011), Jogos Vorazes (2012 – 2015), a Saga Crepúsculo (2008 – 2012), O Diabo Veste Prada (2006), bonequinha de Luxo (1961), Um Sonho de Liberdade (1994), As  Vantagens de Ser Invisível (2012), O Sol É Para Todos (1962), Psicose (1960), O Poderoso Chefão (1972), entre vários sucessos.

Pela opinião de especialistas da área e os próprios telespectadores, existem várias listas de melhores e piores adaptações. O objetivo do texto, é mostrar que a interação da literatura e do cinema, já ocorre há algum tempo e que vários deles foi bem conceituado, além de misturar a Sexta e a Sétima arte.
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário