News
Loading...

Chá de Atores apresenta ABISMO no Viga Espaço Cênico

Por Luciana Gandelini

Após a primeira temporada de muito sucesso, o grupo Chá de Atores retorna ao Viga Espaço Cênico com seu espetáculo Abismo e convida o público para uma experiência sensorial muito diferente!

Foto: Divulgação

O grupo Chá de Atores, formado por Beto Paixão, Breno Furini, Chris Fabricio e Tiago Melo estreou no dia 07 de outubro a segunda temporada do espetáculo Abismo no Viga Espaço Cênico, convidando o público para uma experiência sensorial muito diferente, vagando por um local em que acaba de acontecer um desabamento de terra. Após uma temporada de estreia de sucesso, o grupo retorna ao Viga para apresentar novamente a montagem que propõe uma reflexão sobre os diferentes conflitos enfrentados por cada um de nós, desafiando padrões e questionando: Qual é o seu abismo?

O diretor do espetáculo Beto Paixão, conversou com o Acesso Cultural sobre este projeto que, de forma muito inteligente, convida o público a se deparar com seus próprios abismos e refletir sobre seus próprios conflitos: “Por mais que tenhamos a oportunidade de desabafar sobre nossos problemas e dificuldades com pessoas que amamos e que tentam nos ajudar, sempre estamos sozinhos com nossas questões e nossos medos. Foi a partir desta reflexão que chegamos ao que é o espetáculo Abismo e no que ele propõe a cada expectador: uma reflexão profunda sobre a vida. Além da nossa vontade de trabalhar com o drama, a opção por esse gênero se deu pela criação de uma ponte direta entre personagens, história e expectador gerando uma identificação tão intensa a ponto de se confundir sobre quem a obra está tratando. De maneira sutil, instigamos os espectadores a questionar suas próprias vidas. Suas estagnações, seus medos, suas limitações e tudo aquilo que provoca uma sensação de soterramento. 

As noites de apresentações começam com um chá servido pelo elenco, que se aproxima do público de forma amena, já que um grande abismo esta prestes a começar. Os espectadores são levados ao palco através de passagens que representam túneis obscuros. Lanternas são utilizadas, como se as pessoas estivessem buscando por vítimas de um grande desmoronamento. Em uma apresentação intimista, o grupo se utiliza de um palco em formato 360°, o que dá ao público a sensação de estar, de fato, com os atores dentro deste local soterrado. 

O drama psicológico Abismo apresenta a relação entre dois homens, pai e filho, que são obrigados a conviver sem qualquer expectativa, em uma condição inóspita: o soterramento. É neste espaço que eles farão indagações sobre passado, presente, futuro e terão de se deparar com distintos sentimentos como angústia, alegria, frustração, raiva, compaixão, amor. Perpassando erros do passado e movidos pela vontade de sobreviver, os personagens conduzirão o público a se questionar como se comportariam em uma situação como esta. Uma situação que nos coloca em xeque, nos força a uma análise da vida e a lutar pelo recomeço. A obra propõe acima de tudo, uma reflexão sobre como cada um de nós se depara com os grandes conflitos de nossa existência.

Com o espaço totalmente estruturado no formato de um território onde acaba de acontecer um grande desmoronamento, o público é levado a imergir em uma experiência sensorial intensa, que aguçará os sentidos, dando a ideia de estar vivendo junto com os atores uma grande situação conflituosa. A proposta é unir os espectadores e o palco, reduzindo o espaço como um todo, aproximando as pessoas das sensações que estes personagens passarão durante a trama.  

"Abismo convida o espectador a experimentar não só as sensações vividas pelos personagens, mas também a se deparar com suas próprias questões, provocando em cada um que se permite viver essa experiência, o encontro impactante com seu próprio abismo” – explica Beto Paixão, que assina o seu segundo trabalho de dramaturgia com esta obra e faz sua estreia como diretor.

Além da utilização de um palco restrito, limitado, para instigar e caracterizar a situação, a iluminação basicamente criada por luz negra, remete o público a um visual de penumbra, onde só será possível enxergar as cenas, quando o olhar se acostumar e compreender essa necessidade. Com o efeito da luz sobre os cenários e figurinos brancos, personagens e plateia se encontrarão no mesmo período-tempo, no qual começarão juntos a buscar por sobrevivência.

O Chá de Atores é um coletivo criado em 2014, que tem parte de seus integrantes com formação no Teatro Escola Macunaíma. É um grupo relativamente novo, que vem ganhando espaço na cena teatral de São Paulo, apresentando um trabalho intenso, potente e muito surpreendente. Como objetivo, os próprios integrantes brincam ao fazer referência ao líquido do chá, quando dizem que o ideal é “beber um pouco da ilusão, para engolir a realidade das dificuldades vividas diariamente”.

Foto: Divulgação

Além do espetáculo ABISMO, o grupo já se prepara para a estreia de um novo espetáculo, no primeiro semestre de 2017, chamado DINHEIRO. A montagem conta de forma fictícia como surgiu o ‘dinheiro’ e propõe questionamentos sobre o porque de sua criação, como é utilizado e o que é necessário fazer para consegui-lo. Além do elenco base do grupo (Beto Paixão, Breno Furini, Chris Fabrício e Tiago Melo) esse trabalho conta com a participação de novos atores (Ariel Mosche, LP Nascimento e Karen Francis), e conta com a direção de Marcella Piccin.

Vale a pena conhecer o trabalho deste coletivo que empenha-se em aproximar, de fato, o público de sua criação artística. E também, passar por uma experiência diferente e inusitada, que propõe um momento de auto conhecimento, através de um espetáculo de teatro. O chá está pronto para ser servido! Não perca esta oportunidade!

A temporada do espetáculo Abismo no Viga Espaço Cênico vai até 16 de dezembro, com apresentações às sextas-feiras, às 21h00. Para mais informações, acesse a fanpage: www.facebook.com/chadeatores

FICHA TÉCNICA
Texto e Direção: Beto Paixão | Elenco: Chris Fabrício, Beto Paixão, Breno Furini, Tiago Melo | Cenógrafo: Chá de Atores | Cenotécnico: Claudecir Tardivo | Sonoplasta: Carol Lopes | Assessoria de Imprensa: Luciana Gandelini | Figurinista: Gabriela Sanches

ESPETÁCULO ABISMO
Amor. Sentimento incondicional de Pai para Filho, de Homem para Mulher. Perda. No vazio dos sufocados, lembrança, culpa e solidão. “Só paramos para pensar o que estamos fazendo com nossas vidas, quando nos deparamos com uma situação de risco”. E é assim, que Pai e Filho, soterrados por um deslizamento de terra, encontram no derradeiro momento, a oportunidade de questionar a relação entre eles, a vida e suas
principais dificuldades: o comodismo, o medo, o fracasso, os erros do passado e, talvez, a maior delas: sobreviver.
Temporada:  07 de outubro a 16 de dezembro – sexta-feira – Horários: 21h00
Onde: Viga Espaço Cênico - Rua Capote Valente, 1323, 05409-003 São Paulo - (entre a rua Heitor Penteado e a Amália de Noronha). Próximo ao metrô Sumaré – Informações: 95905-1618 ou  (11) 3801-1843
Gênero: Drama
Classificação: 14 anos
Duração: 1h10min
Ingressos: R$30 (inteira) R$15 (meia)
Capacidade: 33 lugares 
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário