News
Loading...

10 mitos e verdades sobre a comida vegana

Albert Kribely, fundador da Vip Food, lista os maiores mitos e verdades desse tipo de alimentação que vem ganhando cada vez mais adeptos no país

Foto: Divulgação

Engana-se quem pensa que a alimentação vegana é sinônimo de passar fome e se restringe apenas a saladas. Seja por seu estilo de vida ou filosofia, a população vegan ou vegana (nome dado aos adeptos do veganismo) cresceu bastante está conquistando brasileiros e pessoas ao redor do mundo.

Recentemente a Vip Food, empresa de preparo e entrega de comidas saudáveis congeladas, integrou ao cardápio uma nova linha de pratos veganos. “A receptividade ao cardápio vegano nos surpreendeu pela alta procura, e conquistando cada vez mais clientes, principalmente pessoas que praticam exercícios regularmente”, diz Albert Kribely, fundador da Vip Food.

O cardápio inclui pratos como: Hambúrguer de Lentilha com Cenoura no Vapor; Macarrão Integral com molho de Tomate e Almôndegas de Soja; e Kibe Assado de Abóbora com Arroz Integral com Brócolis.

Veja a seguir, os 10 maiores mitos e verdades deste tipo de alimentação listado por Albert Kribely, fundador da Vip Food:

1.VEGETARIANISMO E VEGANISMO SÃO A MESMA COISA?

A Dieta vegetariana pode ser adotada por motivos diversos, como saúde, ética ou religião, já o veganismo tem como foco principal a questão ética pela não exploração animal, isso implica em uma dieta mais radical.  O vegan não consome nenhum produto de origem animal, por exemplo, carne, leite e todos os seus derivados, até mel e lã. Já no vegetarianismo, não se consome carne, porém é permitido produtos de origem animal como ovos e laticínios.

2.VEGANOS TEM DEFICIÊNCIA DE CÁLCIO?

MITO: O leite de vaca é de fato uma fonte de cálcio extremamente relevante, porém existem outras maneiras de obtê-lo. Hoje em dia há uma infinidade de leites vegetais fortificados com alto teor de cálcio e nutrientes equivalentes ao leite de vaca. Outra forma também de repor cálcio no organismo é consumir alimentos como tofu, couve, e brócolis.

3.É PREJUDICIAL AO ORGANISMO CONSUMIR GRANDES QUANTIDADES DE SOJA?

MITO: Claro que nada em excesso faz bem, no entanto, é sim permitido consumir soja em grandes quantidades, mas é necessário manter um equilíbrio com os demais alimentos consumidos, como folhas e vegetais.

4.ALIMENTAÇÃO VEGANA É BENÉFICA À SAÚDE?

VERDADE: Estudos apontam que pessoas que adotaram o estilo de vida vegano apresentaram menos quantidade de colesterol no organismo e menos chances de desenvolver leucemia e qualquer tipo de câncer.

5.VEGANOS PERDEM PESADO COM FACILIDADE?

MITO: Uma dieta vegana pode ser uma maneira saudável de perder peso, mas precisa estar atrelada a uma rotina regular de exercícios físicos. A dieta vegana não tem baixo teor de gordura, por consequência não garante a perda de peso com maior facilidade.

6.CRIANÇAS PODEM SER VEGANAS?

VERDADE: A dieta vegana pode ser aplicada pelas crianças, desde que seja muito bem planejada, com acompanhamento de nutricionista e com bastante cuidado.

7.VEGANO NÃO CONSOME PROTEÍNA?

MITO: Existem proteínas de origem vegetal, que podem ser encontradas no feijão, grão-de-bico, lentilha, brócolis, cogumelos, ou soja. Amêndoas e nozes são alimentos, por exemplo, que também contém proteínas.

8.QUEM SE TORNA ADEPTO DA DIETA VEGANA NÃO FICA DOENTE?

MITO: Quem leva um estilo de vida vegan, não está imune a doenças. Porém, estudos indicam que pessoas que adotaram dietas veganas ficam doentes com menos frequência devido ao tipo de alimentação saudável e equilibrada.

9.VEGANOS TEM MAIS DIFICULDADE EM GANHAR MASSA MUSCULAR?

MITO: Muitas pessoas acreditam que veganos têm mais dificuldades em ganhar massa muscular, porém, não é verdade! A combinação de cereais (como arroz, milho, aveia e outros) com leguminosas (como feijão, soja e etc) já garante a quantidade de proteína encontrada em carnes e ovos.

10.DIETA VEGANA É MAIS CARA?

MITO: Atualmente existem muitos produtos disponíveis no mercado em uma variedade de preços e marcas, o que facilita para o adepto a dieta escolher qual é o mais acessível para ele. Além disso, armazenando de forma correta grãos, cereais, legumes e outros, é possível criar uma dieta mais barata e acessível.
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário