News
Loading...

O melhor izakaya da cidade!

Por colaboradora: Luci Cara

Na segunda metade do período Edo (1603 a 1867) começou a venda para a população de saquê. As lojas que comercializavam a bebida a ofereciam também para degustação no local, e serviam petiscos para acompanhar. A origem da palavra izakaya é "estar e continuar bebendo". Com o tempo passaram a oferecer um cardápio mais variado, sendo que alguns serviam somente suas especialidades.

Foto: Divulgação

Um izakaya é um local para beber, confraternizar ou fazer reuniões de negócios, e comer. Não é em essência um restaurante. Em São Paulo, quase todos eles se tornaram, sim, restaurantes, pelos nossos hábitos. Mas em nenhum deles encontramos sushis, sashimis, e nada parecido com isso.

Há poucos desses estabelecimentos na cidade. Algumas casas especializadas em lamen, um dos muitos tipos de macarrão apreciado pelos japoneses, que é servido com caldo e acompanhamentos, de variados tipos. O Hirá, uma casa especializada em lamen, inaugurada este ano no local onde funcionava o AK, ganhou da revista Veja São Paulo em 2016 o prêmio de melhor izakaya da cidade, e fomos conferir. 

É tradição pedir entradinhas para compartilhar, chamadas otoshi, e no trio do dia pudemos degustar salada de mexilhão, pepino, shissô, gergelim, muito refrescante e saborosa, uma tradicinal mistura de bardana e cenoura crocantes, e kimchi, uma conserva de acelga apimentada, da culinária coreana. Quisemos, gulosos que somos, provar o cogumelo eryngui, refogado com shoyu, e servido com gergelim e cebolinha, fantástico, no ponto certo, e com a dose perfeita de temperos. 

Pedimos lamen como prato principal, dois vegetarianos e um caldo shoyu, mais simples para o paladar "caipira" de minha mãe. 

Para os vegetarianos e veganos, o local é um paraíso, têm vários pratos que podem ser consumidos, e o nosso estava saborosíssimo, embora um pouquinho salgado. Como nunca quisemos nos intrometer nas tradições de uma culinária como a japonesa, deixávamos de consumir esse tipo de macarrão por imaginar que fosse obrigatório o caldo feito com porco.  

Nossa visita ao Hirá deixou o gostinho de "quero mais".  Se é um yzakaia tradicional, um restaurante japonês, ou com pratos japoneses e de culinária asiática, se é uma casa de lámen, isso não tenho a mínima pretenção de saber ou afirmar, mas afirmo que é um local agradável, com preços honestos, boa oferta de saquês, e vários petiscos e pratos elaborados a se conhecer. 

Conheça mais em www.hiraramenizakaya.com.br.

Notas sobre izakaias: livro Izakaya, por dentro dos botecos japoneses, de Jo Takahashi, editora Melhoramentos. 
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário