News
Loading...

Você conhece um Buquinista?

Por colaborador Roberto Helou


Quem já entrou numa livraria levante a mão!  OK, todos.

Livro é tão bom que deveria ser até elogio, tipo... você é tão livro! (autor da frase anônimo).

Quando os computadores entraram em nossa vida, diziam que o consumo do papel iria quase desaparecer, mas não, continua crescendo. A palavra buquinista vem da França que significa os antigos vendedores de livros usados às margens do Rio Sena. O tempo passou, algumas livrarias de bairro permaneceram, outras se especializaram nos livros usados – famosos sebos. Isso me lembra do filme “Mensagem para Você” (atores: Meg Ryan e Tom Hanks). Uma comédia romântica, na trama ela é proprietária de uma livraria de bairro e de repente está ameaçada, com chegada de uma enorme rede de livrarias que pode acabar com o seu negócio de família. Deixando o filme de lado, para mim as grandes livrarias dos Shoppings Centers são sensacionais.

O hábito de ler não se perde. A evolução do tempo sofisticou os locais de venda. Neste ultimo fim de semana passeando num shopping entrei numa delas. Local cheio. Adultos, jovens e crianças, as pessoas perguntam por títulos, assuntos, folheiam, sinto uma atmosfera de alegria.

Percorrendo até o setor dos jogos eletrônicos (já faz parte da nossa cultura) e noutro lado o setor das crianças onde um tipo de festa estava acontecendo. Vi uma cena diferente: junto da festa, um homem aparentando meia idade sentado na poltrona, dormindo com o livro no colo. As crianças correm e fazem barulho ao redor dele, e o sujeito, envolvido no sono. Penso em tirar uma foto, mas desisti, achei que seria invasão de privacidade. Memorizei a imagem e a desenhei, respeitando a pessoa.

Livros e revistas, todo o conhecimento humano tão próximo da gente. Parece que qualquer assunto da nossa curiosidade está ali, esperando ser descoberto, apreciado, imaginado e vivido. Verdadeira é a frase: ler é a maior viagem, até mesmo naquele homem enquanto dorme e sonha...
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário