News
Loading...

Instituto de cães-guia apresenta os primeiros filhotes

Cinco famílias da região de Sorocaba recebem os cães - todos da raça labrador, que serão treinados por cerca de um ano para auxiliar deficientes visuais

Crédito: Divulgação

A última semana marcou a chegada dos primeiros filhotes de labrador ao Instituto Magnus. projeto lançado no último mês de outubro, dedicado exclusivamente ao treinamento de cães-guias. Cinco labradores (quatro machos e uma fêmea) foram entregues às famílias  voluntárias, selecionadas para fazer a socialização dos animais até que eles completem, aproximadamente, um ano de idade.


Os filhotes são: Astor (macho, cor chocolate); Badusca (fêmea, amarela); Bento (macho, preto); Chicó e Charlie (machos, ambos amarelos). Astor nasceu no último mês de abril; Badusca, em setembro. Já os pets com o nome iniciado com a letra C, são os mais novos – vieram ao mundo em outubro. 

Crédito: Divulgação

O instituto terá a sua sede, que está em construção, na cidade de Salto de Pirapora. O local disponibilizará uma estrutura completa tanto para preparação dos cães, quanto para a orientação às famílias. “A primeira grande missão do programa é engajar voluntários da região de Sorocaba para socializar os cães e apresentá-los às mais diversas situações do dia a dia, como lazer, viagens, transporte público e a convivência com crianças”, afirma George Harrison, especialista do Instituto Magnus.

Ao final do período de adaptação, os cães serão devolvidos para o centro de treinamento, onde aprenderão os comandos para atuar junto à pessoa com deficiência visual. A partir daí, eles passam a usar os acessórios para comunicação com o humano e, caso estejam aptos a exercer a função de guia, já começarão a adaptação junto aos seus futuros donos, com quem vão conviver por muito tempo – há casos de animais que exerceram esse papel até os 12 anos de idade, explica Harrison.


Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário