News
Loading...

Novas exposições na Galeria Jaqueline Martins!

Por colaboradora: Monise Rigamonti

Destacamos para o novo espaço recentemente inaugurado da Galeria Jaqueline Martins na Vila Buarque, onde podemos conferir em exibição duas exposições, uma individual e outra coletiva.

Foto: Divulgação

A exposição individual leva o título "dentro, o que existe fora" é uma retrospectiva dos trabalhos da artista Lydia Okumura, ocupando o primeiro e o segundo andar da galeria com instalações, obras em papel e outros trabalhos que foram apresentados originalmente nas décadas de 1970 e 1980.

Para compreendermos melhor o contexto dos trabalhos da artista Lydia Okumura é importante ressaltar que ela se formou em artes plásticas pela Fundação Alvares Armando Penteado (FAAP) na década de 70. Nesta mesma década se mudou para Nova York para estudar no Pratt Graphics Center, onde durante algum tempo trabalhou em um projeto com o artista minimalista Sol LeWitt, por meio dessa convivência, percebemos nitidamente a influência minimalista nos seus trabalhos, seja através do uso das cores e de suas nuances cromáticas, ou através da ocupação do desenho no espaço, passando uma sensação que suas obras estão em 3D, criando assim um diálogo para outras formas de ver e perceber este local. A exposição provoca uma vontade de ver essas obras para além do espaço da galeria, sua estética e seus ornamentos delicadamente desenhados nos deixa a inquietação de “e se essa obra estivesse em um espaço público, como que ela criaria uma relação com as pessoas e com o espaço urbano? ”

Já a exposição coletiva leva o nome de "Deus está solto" tem a curadoria de Germano Dushé, contando com obras de alguns artistas como 3nós3, Arte/Ação, Gabriel Borba Filho, Glauber Rocha, Hélio Oiticica, Marcelo Cidade, Mario Ishikawa, Martha Araújo, Marília Furman, Maurício Ianês, On/Off, Pontogor, Rafael RG, Rogério Sganzerla, Torquato Neto e Traplev.

Foto: Divulgação

A expografia é construída por mapotecas que podemos movimentar para apreciar os trabalhos, propondo uma outra leitura/interação da exposição. Um dos trabalhos que se destaca é um breve trecho do documento sobre o evento “Apocalipopótese” escrito pelo artista Hélio Oiticica. 

Encontramos uma parte do filme “A Idade da Terra” (1989) de Glauber Rocha, além dos trabalhos do Gabriel Borba Filho – “Hinos aos vencidos” (1974) e “Tachas” (1973-75), entre outros.

De alguma maneira, os trabalhos selecionados criam narrativas e propõem diálogos para as questões político-ideológicas que envolvem liberdade, repressão, êxtase coletivo, transe estético, colapso institucional e gestão de crise. Muito embora grande parte dessas obras sejam dos anos 70 e 80, podem remeter um pouco do contexto político-social que estamos vivenciando neste momento, pois quando se trata de questões humanas da nossa sociedade algumas delas podem ser atemporais.

Foto: Monise Rigamonti

Serviço: 
Exposições
Lydia Okumura - "dentro, o que existe fora" (Exposição individual)
"Deus está solto!" (Exposição coletiva) 
De 04/02 a 11/03/2017
Entrada Gratuita 

Galeria Jaqueline Martins 
Rua Doutor Cesário Mota Júnior, 443 - Vila Buarque - São Paulo
Visitação de terça a sexta das 10 às 19hrs e aos sábados das 12 às 17hrs
Site: www.galeriajaquelinemartins.com.br
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário