News
Loading...

Resenha: Estrelas Além do Tempo

Por colaborador: Jurandir Vicari

Mais um forte concorrente ao Oscar! Concorrendo nas categorias de: Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Roteiro Adaptado. Baseado no Livro Hidden Figures de Margot Lee Shetterly, Estrelas Além do Tempo conta a trajetória da brilhante matemática: Katherine G. Johnson, que trabalhou na Nasa, no período da guerra fria, interpretado pela atriz: Taraji P. Henson.

Foto: Divulgação

Contando como quebrou paradigmas para conseguir o seu lugar, bem e seu relacionamento com as amigas, Mary Jackson que está se empenhando em ser a primeira engenheira negra, vivida pela atriz/cantora: Janelle Monáe, que também está em outro filme concorrente ao Oscar, o filme Moonlight. E para terminar o trio, temos a primeira supervisora negra e mulher na história da Nasa, Dorothy Vaughan, interpretado por Octavia Spencer.

O começo do filme é focado nas dificuldades diárias das personagens em executar seus ofícios. E são coisas absurdas, nem poderem usar o banheiro, bebedouro, e até mesmo garrafa de café dos seus amigos, de trabalho por serem negras. A Segregação, chega a ter um tom ridículo, ainda mais se pensar o quanto pouco tempo se passou desses fatos. Mas serve também como crítica a maneira que as mulheres são tratadas até hoje no âmbito profissional.

O filme vai se desenvolvendo, assim como as suas personagens que vou adiantar, conseguem seu merecido lugar ao Sol, espero que não seja, um spoiler, afinal não se faz filmes e livros de perdedores.

Apesar, de ser um filme, permeado com a história americana e a corrida espacial, não é chato. Eu recomendo, pela leveza das interpretações, apesar das dificuldades pesadas. 

O figurino e o cenário estão impecável! E é a primeira trilha sonora assinada pelo cantor do hit Happy, Pharrel Williams.
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário