News
Loading...

Resenha: Logan

Por colaborador: Jurandir Vicari

Logan, é a honrosa despedida de Hugh Jackman no papel do Wolverine, o mutante mais famoso da Marvel. O ator é daqueles casos em que a personagem e o ator são perfeitos um para o outro, e já se vão 17 anos e 3 filmes, sem contar as participações nos X-Men.

Foto: Divulgação

E os heróis estão bombando nas telonas, tem pra todos os gostos, mas Logan é um caso a parte. Um ótimo roteiro, excelentes interpretações, mas achei que faltou efeitos especiais. Falando em excelentes interpretações: a trilogia dos atores principais não decepcionam. Destaque para a jovem atriz: DAFNE KEEN, dá vida a personagem X-23/Laura, e passa muita emoção no início do filme só através dos olhos. Hugh Jackman, já citei acima e Patrick Stewart, é um show a parte, outro caso de ator que casou com a personagem. Repetindo o papel do telepata Charles Xavier, ele funciona como o "grilho falante" do Wolverine, sendo sua consciência e o ajudando a tomar as decisões de forma ética.

O longa é baseado nas saga dos HQs: Velho Logan, e os marvetes mais fanáticos, torceram o nariz para a versão cinematográfica, mas seria muito difícil o filme ser fiel, uma vez que os heróis Marvel, tem seus direitos divididos entre os estúdios, Sony, Fox e Disney.

Foto: Divulgação

O diretor James Mangold, que já tinha dirigido Wolverine - Imortal, carregou no simbolismo, detalhe para a camiseta da menininha, muitas vezes esquecemos que trata-se de um filme de super-herói, parecendo as vezes um roadmovie, um faroeste, um drama. 

O enredo, se passa em 2029, onde um Wolverine envelhecido e com o fator de cura falhando, tem que cuidar de Charles Xavier, que precisa ficar "dopado" para não manifestar seus poderes telepáticos de forma brutal, enquanto dirige uma limousine para sustentar ambos, contando com a ajuda do mutante farejador, Caliban, até o momento que Gabriela, uma enfermeira pede a ajuda do anti-herói para salvar sua filha, então começa toda a aventura para salvar Laura das garras biônicas dos Carniceiros, principalmente do vilão: Donald Pierce (Boyd Holdbrook).

Foto: Divulgação

Logan tem muitas cenas de ação, muito palavrão, muita violência, mas na minha humilde opinião, faltou explorar os poderes dos jovens mutantes e por consequências alguns efeitos especiais. Dica: não há cenas pós-créditos!!! 
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário