News
Loading...

Resenha: LOGAN

Logan: assista, mas não jante antes!

Por colaboradora Mila Poci

Pode um herói envelhecer, adoecer, desistir? Sendo Wolverine pode o que quiser. Pode inclusive sofrer e resgatar sua parte humana.

Reprodução / Internet

Este Logan procura desnudar-se; voltar a  origem. Quando criança descobriu seus poderes; ou as diferenças que o perseguiriam  a vida toda. Até que ponto somos o que nos tornam? Nessa pegada segue Logan; um filme de herói anti-herói; numa mistura agridoce de reflexão e sangue, dramas a serem resolvidos, descobertas. O retorno do soldado depois da guerra; a humanidade do herói estão lá; expostas a sangue frio, com o perdão do trocadilho.

O filme dialoga com os quadrinhos e, apesar de algum contrassenso em relação aos mesmos, que pode causar desconforto aos fãs mais radicais; é diversão garantida, considerando os veículos como dois mundos complementares do universo “Wolverínico”. Até há essa referência, de forma muito simpática e bem humorada no filme.

Dois personagens obscuros na saga de X-Men tem sua chance de justificarem suas aparições: Caliban; um inexplicável parceiro/lacaio/cuidador; que, multicaras e personalidades nos quadrinhos; aqui é um frágil e amedrontado ser da noite. Claro que nada é por acaso, e sua participação encontra a importância e o impacto no momento certo.

A garotinha!? Muito mais que costurar esse drama em forma de road-move pode –se dizer que ela literalmente rouba a cena com tal ferocidade que  impõe respeito ao próprio grandão de garras. Contrapondo a violência sanguinolenta desse invernal Logan; um Professor Xavier já magro, fraco e delirante; mostra a sabedoria e sutileza da velhice, retornando a natureza, de cavalos e sextos sentidos apurados.

Reprodução / Internet

Os vilões são maus? Com crianças  avidas em chegar a terra prometida; ou a Terra  do Nunca? Bem... Eles tentam... Sim! Eles são muito maus! De X-24 ( a duplicata malvada de Wolverine; e apenas isso no filme; um espelho de maldade—sem nada de inteligência, para colocar um pouco de psicologismo...) responsável pela cena mais...(ops! spoiler! Não,não vou contar!); até Donald Pierce; com algum charme e sagacidade; mas “só uma pequena parte cyborg” (ao contrário dos quadrinhos) e os carniceiros são todos enfurecidos caçadores de mutantes. Nenhum, no entanto, mais ameaçador que a vida; e as questões intimas de ... Logan! Corra para um cinema e assista ao final épico da saga!
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário