News
Loading...

A indefinição sobre a discografia do RBD nas plataformas digitais

Por Filipe Pavão

Parece um dramalhão mexicano, mas é a “saga” que os fãs da extinta banda RBD vem passando. A discografia do grupo tem sido colocada e retirada das plataformas digitais sem explicações oficiais, causando incomodo entre os fãs que pedem uma forma de ouvir as músicas do sexteto nas plataformas digitais.

 
Reprodução /  Internet

Você conferiu aqui no Acesso Cultural que o grupo teve a música “Sálvame” incluída nas plataformas digitais no final de semana passado. Lançada originalmente em 2005, ela se posicionou entre as mais vendidas no Itunes Brasil, alcançando a liderança em alguns momentos. Em seguida, o vídeo também foi incluído no YouTube, no entanto, a canção foi retirada do ar no Spotify horas após, dando lugar ao álbum Nuestro Amor, também lançado em 2005.

A história não parou por aí. Depois, o CD Nuestro Amor foi retirado do Spotify, permanecendo no Itunes. Além dele, o Celestial, lançado em 2006, também foi incluído. Eles se posicionaram em primeiro e segundo lugar respectivamente, barrando discos lançados recentemente em nosso país. Apesar disso, o álbum Nuestro Amor não se encontra mais disponível na plataforma, sendo apagado mais uma vez.

                                                          Reprodução / Internet

Até o fechamento dessa matéria, a situação nas plataformas digitais do extinto grupo formado por Anahí, Maite Perroni, Dulce Maria, Christian Chávez, Alfonso Herrera e Christopher Uckermann era a seguinte: no Spotify, o perfil do grupo se encontra vazio; no Itunes, está disponível o álbum Celestial, além da música Sálvame cantada no DVD “Tour del Ádios”; essa também está disponível no YouTube; o Deezer é a única plataforma digital que segue com boa parte da discografia do grupo desde o ano passado, entretanto, possui um número de acesso menor que as citadas anteriormente.


Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário