News
Loading...

Alessandra Verney prepara trabalho solo de cantora

Cantora e atriz traz projeto autoral para celebrar 25 anos de carreira

Por Redação

Foto: Rodrigo Negrini

Alessandra Verney vive um momento profissional de plenitude, conquistado através da dramaturgia e do teatro musical, onde construiu um nome sólido no mercado. Sua trajetória inclui trabalhos ao lado de grandes ícones como Marília Pêra, Miguel Falabella, José Mayer, Marco Nanini, Charles Möeller e Claudio Botelho. Na infância, considerava-se uma criança tímida e usou seu canto como um canal de expressão com as pessoas. Hoje em dia, pode ser vista nos palcos e começa a conquistar, aos poucos, seu espaço também na TV. Atualmente, participou da novela global das 19h, Rock Story, no papel da advogada Patrícia, sob direção de Dennis Carvalho e está em cartaz no Rio de Janeiro com o musical Beatles num Céu de Diamantes. Agora, um dos principais objetivos de Alessandra, é a retomada da carreira solo de cantora - que sempre existiu, mas acabou engavetada em meio ao intenso ritmo de trabalho como atriz e cantora.

Poucos sabem, mas antes do sucesso no teatro musical, Verney era conhecida no meio da música no Sul, por conta dos shows que fazia pela região e que tiveram início em sua cidade natal, Santa Maria. Recentemente, retornou às origens e se apresentou em concertos da Orquestra Unisinos Anchieta, como solista convidada, em Porto Alegre. Foi lá, em 1995, que venceu o Prêmio Açorianos de Música, na categoria Artista Revelação. Ao desembarcar no Rio de Janeiro, sua estrela começou a brilhar em cima dos palcos teatrais. Vieram muitos musicais –  ela estreou no gênero sob a direção da dupla Möeller & Botelho e também trabalhou muitas vezes com Miguel Falabella, com quem emendou vários trabalhos, entre eles "Alô Dolly!", a série global "Sexo e as Negas" e a comédia "O que o Mordomo Viu", onde foi vencedora do Prêmio Aplauso Brasil de Melhor Atriz Coadjuvante. Foi em 2015 que a artista chegou ao maior destaque, até agora, de sua carreira nos musicais: sua primeira protagonista e personagem-título em "Kiss Me Kate - O Beijo da Megera", que lhe rendeu o Prêmio Cesgranrio De Teatro como Melhor Atriz em Musical e também a indicação ao Prêmio Shell de Melhor Atriz, entre outros.

Este ano para celebrar os 25 anos de carreira, Verney quer colocar uma lente de aumento na carreira solo de cantora, com dois projetos em fase de pré-produção e em breve planeja lançar seu primeiro EP, também como compositora. A produção musical é do baixista Fernando Nunes, que tocava com Cássia Eller e, atualmente, acompanha Zeca Baleiro.

– Ele é incrível. Fernando é um grande amigo e parceiro de longa data. Estamos há bastante tempo desenvolvendo esse trabalho, com muito carinho e dedicação. Estou buscando meios de captação para viabilizar o álbum todo e, mesmo em tempos de crise, não dá para desanimar. O que posso adiantar é que em breve teremos shows em São Paulo e no Rio de Janeiro, somados a alguns pocket shows em hotéis, eventos e uma série de videos novos no meu canal do youtube.
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário