News
Loading...

IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro apresenta Vianinha

Por Redação

Em sua quarta edição, e pela segunda vez na cidade de São Paulo, a Mostra Petrobras Premmia de Teatro apresenta uma extensa programação de espetáculos para o público adulto, com ingressos a R$ 20 no Auditório Ibirapuera, entre fevereiro e julho de 2017.

Foto: Divulgação

No mês de maio, Isío Ghelmam, Ana Barroso e Ana Veloso apresentam e elenco Vianinha conta o Último Combate do Homem Comum, com direção de Aderbal Freire-Filho. As apresentações acontecem dias 27 e 28 de Maio no Auditório Ibirapuera.

A IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro, em parceria com o Auditório Ibirapuera - Oscar Niemeyer e o Itaú Cultural, contará com oito espetáculos que subirão ao palco do Auditório Ibirapuera, em São Paulo. A 4ª edição da Mostra priorizou reunir alguns dos melhores espetáculos que circularam pelo Brasil dentro do Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2015/2016, levando ao público um painel da produção teatral contemporânea a preços populares, com ingressos a R$ 20, e apresentações aos sábados e domingos. Participantes do programa de fidelidade Petrobras Premmia podem trocar pontos por ingressos e terão direito a lugares reservados, além de encontro com o elenco após cada espetáculo. 

Pela primeira vez, a Mostra homenageia um profissional do teatro: o ator, palhaço, teatrólogo, diretor, roteirista, cenógrafo, empresário, produtor cultural e amigo Domingos Montagner, que participou com sua Cia La Mínima das duas últimas edições da Mostra, com o espetáculo Mistero Buffo, e já estava confirmado para participar desta edição, com o espetáculo Rádio Variété. 

A IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro é realizada pela produtora Realejo Produções Culturais, responsável pela montagem de vários espetáculos teatrais nos últimos anos, e pelo Itaú Cultural, que já realizou em 2014 a mesma parceria.

Vianinha conta o Último Combate do Homem Comum 

Com Isío Ghelmam, Ana Barrosos, Ana Veloso e elenco com direção Aderbal Freire-Filho. Originalmente conhecida como “Nossa Vida em Família” ou simplesmente “Em Família”, a peça de Oduvaldo Vianna Filho, escrita no início dos anos 1970, recebeu de Aderbal este novo título, que homenageia as lendárias montagens do Teatro de Arena e destaca, como diz o Diretor, “a grandeza desse personagem tão caro à dramaturgia da sua geração: o lutador anônimo, o homem comum."

Foto: Divulgação

Lançando mão do humor, a peça conta o último combate deste homem comum - que é um pouco de todos nós. Depois de uma vida inteira de trabalho, um casamento de longa data e cinco filhos criados, Souza (o nosso protagonista) se vê sem ter onde morar e sem autonomia, sendo obrigado a se separar de sua companheira de toda a vida, por decisão dos filhos. Vianinha pinta um triste - e ainda atual - quadro sobre o idoso no Brasil, mas sempre usando as tintas do humor e assim imprimindo uma dimensão humana aos seus personagens.

“É sempre oportuno fazer um texto do Vianinha. Ele é um dos nossos autores clássicos. O teatro brasileiro é jovem, recente e a gente reconhece esse mesmo valor no teatro do Nelson Rodrigues, uma das nossas referências. Ambos são inventores do teatro brasileiro, que bebe dos teatros universais. O Vianinha é um ‘autor inventor’ que descobriu formas novas, ‘abriu o palco’. O teatro dele tem características não só dramáticas quanto épicas. Os personagens trazem reflexão e um pensamento que traduz o homem comum brasileiro”, afirma Aderbal.

Sinopse 
O casal de idosos Souza (Rogério Freitas) e Lu (Vera Novello) reúne os filhos em um almoço de domingo em sua casa em Miguel Pereira, onde os filhos foram criados, para dar-lhes a notícia de que terão de deixar esta mesma casa onde viveram boa parte de sua vida. Após o falecimento do proprietário do imóvel, os herdeiros decidem reajustar o aluguel para um valor incompatível com a aposentadoria de funcionário público de Souza. Tentando ganhar tempo para buscar uma solução definitiva, os filhos decidem separar os pais temporariamente: Souza vai passar um tempo com a filha Cora (Ana Velloso) em São Paulo e Lu fica com o filho Jorge (Isio Ghelman/Alexandre David) no Rio. Neli (Beth Lamas), a filha que teria a situação financeira mais estável entre os irmãos, promete conversar com o marido, mas antecipa que ele não concordou nem mesmo em ter a própria mãe em casa. O tempo vai passando e a triste solução encontrada é separar o casal, no fim de sua vida: Souza vai morar com a filha Mariazinha em Brasília, onde o clima é seco e, portanto, ideal para sua saúde; e Lu fica no Rio, em um asilo, pois não há espaço na casa dos filhos.


Serviço
IV Mostra Petrobras Premmia de Teatro
Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer (806 lugares)
Av. Pedro Alvares Cabral, s/n – Portão 2 do Parque do Ibirapuera
Informações: (11) 3629.1075

Vendas: www.ingressorapido.com.br e 4003.1212
Horários da bilheteria: Sextas-feiras e sábados, das 13h às 22h. Domingos, das 13h às 20h. Formas de Pagamento: American Express, Visa, MasterCard, Dinners Club, Aura, Hipercard, Elo, Vale Cultura Sodexo e Vale Cultura Ticket, todos os cartões de débito e dinheiro. Não aceita cheques. Ar-condicionado. Acesso a deficientes. 
Estacionamentos do Parque Ibirapuera, sistema Zona Azul – R$ 5 por duas horas. 
Entrada para carros pelo Portão 3. Dias úteis das 10h às 20h, sábados, domingos e feriados das 8h às 18h.  O Auditório Ibirapuera não possui estacionamento ou sistema de valet. O estacionamento do Parque Ibirapuera é Zona Azul e tem vagas limitadas. Sugerimos que venha de táxi ou transporte público

Participantes do Petrobras Premmia podem trocar ingressos no site www.br.com.br/petrobraspremmia 

Vianinha conta o Último Combate do Homem Comum

Dias 27 e 28 de Maio 
Sábado às 21h | Domingo às 19h
Ingressos:  R$ 20
Duração: 120 minutos
Recomendação: 14 anos
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário