News
Loading...

Raphael Rossatto dá voz a Chris Pratt no filme Guardiões da Galáxia Vol.2

Vindo de família tradicional circense, Raphael Rossatto, já nasceu fazendo palhaçadas e acrobacias.  Sendo a sétima geração da família no circo, ele foi palhaço, acrobata, trapezista, locutor e cantor no “Circo Teatro Show” que pertencia a seus familiares. E atualmente está em cartaz no musical “60! Década de Arromba - Doc. Musical” e a espera da estreia do filme “Guardiões da Galáxia Vol2”, onde ele dá voz a Peter Quill, interpretado por Chris Pratt, que acaba de estrear nos cinemas.

Foto: Divulgação

Desde a infância envolvido com a arte, Raphael, além de fazer parte do “Circo Teatro Show”,  atuava  também, nas comédias e dramas do circo “Mambembe”. Integrou durante dois anos a turma da Sorvetão (atual casa de festas “A Chave Mágica"), no Rio de Janeiro, se apresentando como cantor, ator e acrobata circense em shows de festas infantis e adultas. 

Cantor profissional desde os 12 anos, sempre buscou conciliar a vida no circo com a carreira de cantor, ganhando então, em 2007, com uma composição autoral “Nada Importa o que Sinto”, os prêmios de “Melhor Música” e “Melhor Intérprete” no 1º Festival de Música de Barra do Piraí (FEMUBA).

Anos depois formou sua própria banda, a “Jack B”. Conquistando com ela, em 2012, seu espaço no meio musical, ao ter a música de trabalho da banda, “Só Eu Sei”, como trilha sonora da vilã Cristal (Thaís Melchior), na novela Malhação, da Rede Globo. Com a “Jack B”, Raphael, ganhou ainda vários prêmios importantes como o primeiro lugar no 1º Histeria Rock Festival, realizado pelas meninas da Banda Agnela, na Lona Cultural de Campo Grande, o segundo lugar no Festival de Música Popular de Mendes, e o terceiro lugar no Festival de Música Popular de Piraí (FEMUPI). Além de fazer shows de abertura para grandes bandas como Capital Inicial e Biquini Cavadão. No momento a banda está trabalhando na gravação do segundo CD, que será gravado ainda este ano.

No teatro, viajou durante meses, patrocinado pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN),  com o Caminhão Itinerante (caminhão que era transformado em um palco), por diferentes cidades dos estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, com a montagem de “O Menino Maluquinho”,  levando a arte do teatro até as pessoas menos favorecidas, que nunca antes haviam tido esse tipo de entretenimento. Atuou também, na peça espírita “O Julgamento do Paranormal” e no espetáculo “hElla”.

Raphael estudou teatro musical no Centro de Estudos e Formação em Teatro Musical (CEFTEM), no Rio de Janeiro, onde atuou no espetáculo “Godspell”, interpretando o papel de Jesus. Também, fez parte do musical “Tudo por um Pop Star”, com direção de Pedro Vasconcellos, diretor da Rede Globo, que ficou em cartaz por cerca de dois anos. Em sua segunda temporada, além de atuar, também foi produtor musical da peça. Ainda no teatro musical, foi protagonista de “Peter Pan - Eu acredito em Fadas”, da Princess Produções, participou de “Anos 80 - Um Musical de Filho para Pai”, escrito e dirigido pela atriz Mareliz Rodrigues, onde interpretou o Galã Chico, e também, de  “O Tesouro Encantado” e “O Reino da Gataria”.  Atualmente em cartaz, em São Paulo, no musical “60! Década de Arromba - Doc. Musical”, onde se destaca por sua voz marcante e seu solo em homenagem a Iuri Gagarin.

Formado em dublagem pela escola, “Vamos Fazer Arte”, Raphael, acaba de ter mais uma de suas dublagens lançada nos cinemas, dublador de Chris Pratt, o Peter Quill, o Senhor das Estrelas,  no filme “Guardiões da Galáxia Vol.2”, que acaba de estrear, ele afirma que foi uma experiência e tanto dublar seu primeiro “herói”. “Dublar o Chris Pratt é sempre um desafio, pois considero ele um ator excelente. O primeiro filme foi ótimo, mas as pessoas de um modo geral não conheciam, e não sabiam o que esperar dos Guardiões. Agora, existe a cobrança por um filme ainda melhor, com uma trama surpreendente, mais piadas, e, consequentemente, com um trabalho de dublagem ainda mais primoroso”, conta Raphael. 

Ele que acumula em seu currículo dezenas de dublagens importantes, deu voz ao protagonista, Augustus Waters, do filme “A Culpa é das Estrelas”. Além de dar voz a personagens de outros grandes filmes de sucesso como “Como Eu era Antes de Você”, “Simplesmente Acontece”, “Se Eu Ficar”, "Jurassic World”, “Sete Homens e um Destino”, a saga de “Jogos Vorazes”, e muitos outros. Na sessão infantil fez grandes trabalhos como a dublagem de Kristoff e Sven no “Frozen: Uma Aventura Congelante”, “Como Treinar seu Dragão”, a gravação dos trailers do filme “Enrolados”, da Walt Disney e as canções do mesmo, dando voz ao Príncipe Flynn Rider, “Espelho Espelho Meu”, “Os Croods”. E também as animações “Voltron”, onde dubla o líder Shiro, a animação stop motion “Buddy Thunderstruck”, dublando o Buddy, e por fim “Dinotrux”, onde subla o Ty Rux.

E os trabalhos deste grande artista não param por aí, ele atua também, na dublagem de seriados como “Vikings”, “Na sala da Julie”, que ensina sobre o mundo do teatro e da arte para as crianças, e “Pretty Little Liars”, série que Raphael dubla há seis anos o personagem Ezra, que para ele é muito especial e adora fazer. “O Ezra é um personagem que adoro fazer e tenho um carinho enorme, é como se fosse um amigo distante que vejo quando vou gravar. Tive a felicidade de conhecê-lo esse ano, e só aumentou a minha admiração”, ressalta Rossatto.

Acompanhe Raphael nas redes sociais:

Facebook: Raphael Rossatto Dub
Instagram: @raphaelrossattodub
Share on Google Plus

1 comentários :

  1. O Raphael NÃO era patrocinado pela CSN. Ele pertencia a um grupo que foi selecionado pelo Coordenador de Artes Cênicas da Fundação CSN e, junto a esse grupo (de 12 pessoas), viajou por esses dois estados. Ele recebia salário, como os outros artistas.

    ResponderExcluir