News
Loading...

Os sonhos e os desafios da Bailarina!

“Para que preciso de asas, se tenho pés para dançar?”  - Jô Diniz 

Por colaboradora Monise Rigamonti

Com ambientação e temporalidade na França de 1869, a animação franco-canadense “A Bailarina” estreou em janeiro de 2017 no Brasil. A história gira em torno de dois personagens principais: Felicie e Victor, dois órfãos que sonham em ser bailarina e inventor. Para quem for apaixonado por dança, só de olhar as fotos e com o sugestivo nome, sentirá seduzido para assistir ao filme. 


Foto: Divulgação

Para chegar em Paris, os protagonistas enfrentam um obstáculo que é fugir do orfanato para realizarem seus sonhos. A menina tem como seu talismã uma caixinha de música de quando foi abandonada por sua mãe, e ele nasceu com a habilidade de consertar coisas, e se meter em confusão. Após algumas aventuras chegam em Paris, uma separação ocorre assim que colocam o pé na cidade, ela encontra abrigo com uma mulher manca que trabalha como empregada no teatro e ele com um inventor. 


Foto: Divulgação

Ao ser maltratada por Camille que também sonha em ser bailarina, Felicie tem a oportunidade de se passar por sua rival, que diferente dela é rica e já tem o domínio e o estudo da técnica. No começo das aulas ela se atrapalha inteira, mas não desiste do que foi fazer lá: buscar o seu lugar no palco. Consegue como aliada a Dora que manca, mas que um dia havia sido bailarina, por isso consegue ensinar algumas nuances que são importantes para a dança como o equilíbrio, a técnica bem desenvolvida e aprimorada, a postura, e a disciplina que é algo imprescindível, ajuda ela trabalhar algo que já tem e talvez seja o segredo de uma grande artista: a emoção. E sua tutora lhe faz uma pergunta que a priore ela não sabe responder: por que você dança? 


Foto: Divulgação

Depois de algumas confusões, a protagonista é mandada de volta para o orfanato e perde completamente sua alegria e vontade de viver, só volta a treinar e trazer sua garra de volta após sonhar com a sua mãe. Em uma entrevista Fernanda Montenegro disse algo que é peculiar para todas as artes, especialmente as dramática: “Se eu tivesse que dar um conselho para um artista que está em começo de carreira, qual seria? Ficar longe do palco. É, fique longe. Se você quase morrer por causa disso, perder o brilho no olhar por que não tá em cima dessas tábuas, então você volta!”. Ter ficado por um tempo longe do seu sonho, só fez a bailarina retornar as suas atividades com ainda mais força e persistência, conseguindo o que tanto almejava: ser protagonista da peça do Grand Ópera de Paris, uma das maiores companhias de balé do mundo.


Foto: Divulgação

Muito embora em alguns momentos o roteiro do filme deixa a desejar no sentido de construir e amarrar melhor alguns personagens e principalmente pontos da história, por outro, provoca os adultos a reverem os seus sonhos e que os desafios que nossos sonhos exigem de nós na verdade são patamares para a sua realização e que antes de qualquer coisa devemos acreditar que é possível realiza-los e o segredo talvez seja a persistência.


Foto: Divulgação
  

Data de lançamento: 26 de janeiro de 2017 
Duração: 1h e 30 minutos 
Direção: Eric Summer e Eric Warin
Elenco: Mel Maia, Elle Fanning, Dane DeHaan
Gêneros: Animação
Nacionalidade: França e Canadá 
Produtora: Gaumont 
Distribuição: Paris Filmes 

Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário