News
Loading...

Bienal do Livro: 5 dicas para curtir os dias no Rio de Janeiro

Por Redação

Entre os dias 31 de agosto e 10 de setembro, a Cidade Maravilhosa recebe a 18ª edição da Bienal do Livro, o maior evento do segmento no país. A feira acontece no Riocentro, localizado na Barra da Tijuca, com fácil acesso ao Aeroporto do Galeão e da Rodoviária Novo Rio. Há 36 anos, a Bienal abre espaço para escritores consagrados e novos nomes da literatura. Vai aterrissar no Rio de Janeiro nos próximos dias? Confira o roteiro que o ViajaNet preparou especialmente para os apaixonados por livros:

                             

        Estátuas Literárias
                    
Por muitos anos, o Rio foi polo intelectual do país por conta da mistura do ar boêmio com a arte. Em homenagem, estátuas de diversos artistas foram espalhadas pelos principais pontos: Carlos Drummond de Andrade em Copacabana, Manuel Bandeira, Machado de Assis na Academia Brasileira de Letras e, mais recentemente, o bairro do Leme ganhou a figura de Clarice Lispector, que atrai turistas e cariocas aficionados por suas obras.

 

    
Academia Brasileira de Letras

                                        
Criada em 1987 por Machado de Assis, a ABL tem como intuito manter viva "a cultura da língua e da literatura nacional", como está escrito em seu estatuto. É ali que são discutidas novas ideias, definem-se publicações, além de abrigar um verdadeiro museu das palavras e poesias que nasceram em terras tropicanas. É lá também que o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (reformado recentemente em 2009) é elaborado.

 

     
Biblioteca Nacional

                                                   
Considerada a sétima maior biblioteca do mundo e a maior da América Latina pela UNESCO, a Fundação Biblioteca Nacional abriga cerca de 9 milhões de títulos. Em seu acervo estão raridades como um exemplar da Bíblia de Gutenberg de 1462 e a coleção iconográfica Teresa Cristina Maria. No estabelecimento existem laboratórios de restauração e conservação para manter as obras em bom estado ao longo dos anos.
                                                        

Real Gabinete Português de Leitura
                                  
Quando o Rio de Janeiro ainda era a capital do Brasil, um grupo de 43 portugueses se reuniu e dali saiu a ideia de criar um espaço onde os conhecimentos fossem ampliados. Aberta ao público desde 1837, a biblioteca chama atenção por sua arquitetura que carrega o neomanuelino, estilo romântico e que apresenta portas e janelas ricas em detalhes luxuosos. Na Sala de Leitura, por exemplo, podem ser vistos candelabros e claraboias, além de 350 mil de obras.

     
Sebos diversos
                                                     
Apesar das programações e atrações incríveis, nem sempre os preços dos livros nas Bienais são muito convidativos. Por isso, vale a pena dar uma chance para os sebos, que apesar de comercializar exemplares usados, guardam vários achados em bom estado. O Baratos da Ribeiro, em Botafogo, é um dos destaques. Aproveite para visitar também o Luzes da Cidade, o Sebo da Serra e a Casa da Cultura, que ficam na mesma região. Bons garimpos!
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário