News
Loading...

Entrevista Projeto #Elenco60: Giu Mallen

Conheça um pouco mais do elenco do musical 60!, Década de Arromba - Doc. Musical, através de entrevistas semanais. Esta semana, saiba mais sobre a atriz Giu Mallen


Por Leina Mara


 Divulgação/60! Doc. Musical

Após uma temporada de sucesso no Rio de Janeiro, "60! Década de Arromba - Doc.Musical" repete o feito também em São Paulo, com temporada prorrogada no Theatro Net São Paulo.

Estrelado pela representante maior da Jovem Guarda, a cantora Wanderléa, o espetáculo é dirigido por Frederico Reder, com roteiro e pesquisa de Marcos Nauer. 

"60! Década de Arromba - Doc. Musical" utiliza ferramentas de documentário (fotos, vídeos e depoimentos reais), somadas a cenas, textos e canções apresentadas ao vivo por 24 atores/cantores /bailarinos para contar a história da década de 1960.

No intuito de apresentar ao público um pouco mais sobre o elenco, divulgaremos um especial semanal de entrevistas com os atores. Esta semana o AC entrevista a atriz e cantora Giu Mallen.

Foto: Arquivo Pessoal

AC: Conte-nos um pouco mais sobre sua o início de sua carreira e trajetória no teatro musical ?

GM: Comecei minha carreira como bailarina em 2009 e desde meados de 2015, estudo teatro musical e faço aulas particulares de canto. Desde então, participei de 2 práticas de montagem do CEFTEM, no Rio de Janeiro, que me impulsionaram a estar onde estou hoje. 


AC: Que artistas te inspiraram a seguir a carreira de atriz? 

GM: São muitos que eu admiro, mas posso destacar a Julie Andrews e a Marilia Pêra, que inclusive me encantou com um livro chamado "Cartas para uma Jovem Atriz". 

Como Amada Amanda em "Vem buscar-me que ainda sou teu" - foto: Arquivo Pessoal

AC: Como foi seu processo para 60! Década de Arromba - doc. Musical? 

GM: Foi uma experiência nova e de um conhecimento ímpar.  Eu estou no palco ao lado de pessoas que sempre admirei e isso é indescritivelmente maravilhoso!  Ao chegar e me deparar com todos eu só conseguia pensar o quanto eu queria compartilhar com cada uma e foi o que eu fiz e procuro fazer até hoje. Acredito que estamos em constante aprendizado e todos a nossa volta nos acrescentam de alguma maneira. Além de tudo, somos muito parceiros, torcendo pelo bem uns dos outros dentro e fora do palco. 

AC: Qual sua parte favorita no musical? Por que? 

GM: Posso escolher dois momentos,rs? É de uma emoção muito grande ver a plateia cantando as principais músicas da Jovem Guarda durante o Medley 60! São notáveis as expressões nostálgicas e calorosas daqueles rostos que parecem realmente voltar no tempo. E, o Medley Hair + Festivais me toca muito como artista e pessoa. 

Em Matilda do CEFTEM - Foto: Alessandro Costa Nunes

AC: Qual a sensação de trabalhar ao lado de Wanderléa? 

GM: A Wandeca é a nossa musa. Tão linda e tão doce conosco.  Sempre nos recebe com um sorriso e com todo o seu carinho.  Ah, e eu brinco dizendo que ela é minha mãe postiça porque muitas pessoas me confundem com a Jade. 

Súplica Cearense, um dos momentos mais emocionantes do 60! Década de Arromba , no qual Giu, tem o seu momento de maior destaque do espetáculo. 

AC: Quais seus planos para o futuro? 

GM: Meus planos são continuar fazendo da minha arte a minha profissão, conseguindo me manter financeiramente e levando reflexão e muita alegria às pessoas.
Share on Google Plus

1 comentários :

  1. Giu, você é uma fera em tudo o que faz. Sou muito fã do seu trabalho e de você como pessoa, que, sem dúvida, merece todo esse sucesso!!!

    ResponderExcluir