News
Loading...

A Lingua em Pedaços reestreia no Teatro Eva Herz

Espetáculo baseado na Vida e Obra de Teresa D’Ávila (1565), mística e poeta espanhola, volta ao palco do teatro Eva Herz aos sábados, às 18h

Por Redação

Além de mística e poeta, Teresa d’Ávila foi uma mulher de ação, fundando dezessete conventos de Carmelitas Descalças em toda Espanha. Como acontece com toda pessoa que está à frente de seu tempo, sobretudo tratando-se de uma mulher, foi mal compreendida e perseguida pelos setores conservadores da Igreja e da sociedade espanhola do final do século XVI. A Língua em Pedaços dá ao público brasileiro a oportunidade de conhecer melhor, no V centenário de seu nascimento, a vida e o pensamento daquela que é considerada uma das maiores personalidades femininas do segundo milênio.

Foto: Laércio Luz

O espetáculo acontece na cozinha do Mosteiro São José, primeiro convento de Carmelitas Descalças, fundado por Teresa (Ávila, 1562). A ação concentra-se no confronto entre a monja carmelita, interpretada por Ana Cecília Costa e o Inquisidor ( Joca Andreazza), duas personagens de mentes brilhantes, porém com distintas percepções teológicas. De um lado, temos uma mulher de coragem, que está sendo acusada de profanação por suas experiências místicas (visões e arrebatamentos) e pela cisma que promoveu na Igreja Católica. Do outro lado, está um homem de mente aguda, farejador de hereges, representante do poder eclesial. Ao Inquisidor (e ao público de hoje) cabe a desafiadora tarefa de tentar decifrar ou render-se ao enigma Teresa d´Ávila.

“Teresa aparece-nos como uma personagem contracorrente, prematura em seu próprio tempo e no nosso. Por isso mesmo, Teresa é necessária. Seu interesse para os dias atuais independe de crença. Mesmo um ateu, que não acredita em sua mística, pode se sentir fascinado pelo ser humano Teresa. Pode e deve sentir-se tocado por essa personagem. E sempre será menos importante o que dizemos sobre Teresa do que ela possa dizer sobre nós” (Juan Mayorga).

Foto: Laércio Luz

A peça mostra um fictício embate entre a monja carmelita e o Inquisidor, que a acusa de subversão e heresia. O texto de Juan Mayorga, agraciado em 2013 pelo Ministério da Cultura espanhol com o prêmio de melhor texto de literatura dramática, é inédito no Brasil e dirigido por Elias Andreato. Cumpriu temporadas de sucesso de público e crítica no CCBB (SP), Teatro Eva Herz (São Paulo); CCBB Brasília; CCBB Belo Horizonte; além de circulação por 20 CEUs (Centro de Educação Unificado) na Grande São Paulo com sessões seguidas de debates com o público e agora retorna à partir de sábado (7) ao Teatro Eva Herz na capital paulista.


Serviço

Livraria Cultura – Conjunto Nacional

Avenida Paulista, 2073 – Bela Vista

Bilheteria: 3170-4059 / www.teatroevaherz.com.br

Terça a sábado, das 14h às 21h. Domingos das 12h às 19h. 

Formas de Pagamento: Dinheiro / Cartões de débito – Visa Electron e Redeshop / Cartões de crédito – Amex, Visa, Mastercard, Dinners e Hipecard. Não aceita cheque.


Sábados às 18h

Ingressos: R$ 50

Duração: 60 minutos

Recomendação: 12 anos

Reestreia dia 07 de Outubro de 2017

Temporada: até 09 de Dezembro
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário