News
Loading...

Priscila Gontijo discute em seus textos solidão, loucura e tensões familiares

Observadora dos delírios cotidianos, a artista trabalha a estética do absurdo nos seus textos teatrais e literários

Por Rodrigo Bueno

Dramaturga, roteirista, escritora e mestranda em crítica literária, Priscila Gontijo é uma das finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura com o romance Peixe Cego, publicado em 2016 pela editora 7Letras. A escritora concorre na categoria Melhor Livro do Ano de Romance – Autor estreante com mais de 40 anos. 

Foto: Divulgação

Os vencedores das três categorias do prêmio serão anunciados no dia 6 de novembro, segunda-feira, às 20h30, na Biblioteca Villa-Lobos. Antes, Priscila participa de uma conversa junto com outros autores no dia 4 de novembro, sábado, às 11h, na Biblioteca de São Paulo (Av. Cruzeiro do Sul, 2630. Carandiru). A entrada é gratuita.

Peixe Cego levou cerca de sete anos para ser finalizado como romance. Uma frase de Nelson Rodrigues serviu como inspiração para a sua elaboração: “O brasileiro vai conquistar a vida. É um peixe cego, que tem luz própria, mas anda babando na gravata.” Priscila passou meses, anos, pensando nessa frase, nesse peixe cego. Assim como o peixe, Irina, a protagonista do romance, não tem lugar no mundo. E o livro é sobre esse não lugar. Essa falta de território. Esse percurso entre o vazio e a desordem, entre o silêncio e a loucura.

Além de escritora, Priscila se dedica ao teatro desde os doze anos, quando iniciou os primeiros cursos na área. Como dramaturga, teve o primeiro texto encenado em 2007. A autora soma seis peças encenadas em oito montagens que circularam por São Paulo e Rio de Janeiro. Seus temas costumam se concentrar na loucura, solidão, família e infância.

Outros autores que influenciam diretamente a escritora são a romena Aglaja Veteranyi, a neozelandesa Katherine Mansfield, a americana Miranda July e os brasileiros Clarice Lispector, Ana Cristina César e Rodrigo Souza Leão, entre outros.

Serviço

Encontro com Escritores
Dia 4 de novembro, às 11h, na Biblioteca de São Paulo.
Endereço: Av. Cruzeiro do Sul, 2630 (Metrô Carandiru). Parque da Juventude – Santana. São Paulo.
Entrada gratuita.
Não é necessária inscrição prévia.

Entrega de Prêmios e Troféus do Prêmio São Paulo de Literatura 2017
Dia 6 de novembro, às 20h30, na Biblioteca Parque Villa-Lobos.
Endereço: Avenida Queiroz Filho, 1205. Alto de Pinheiros. São Paulo.
Entrada gratuita.

Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário