News
Loading...

Malhação Viva a Diferença pode ser considerada acerto no ano de 2017

Por Nicole Gomez

Malhação, folhetim exibido pela Rede Globo por anos, tem mais um acerto na temporada de 2017. Com subtítulo “Viva a Diferença” e de autoria de Cao Hamburger, a soap opera destaca-se por tratar de temas desde o clássico gravidez na adolescência, até pautas mais delicadas, como o racismo e o relacionamento, por vezes difícil entre pai e filha.

Foto: Divulgação

Tudo começa quando as vidas de cinco garotas se cruzam, em um metrô da cidade de São Paulo, onde Keyla (Gabriela Medvedovski) entra em trabalho de parto ao mesmo tempo em que acaba a energia do local. A partir desse ocorrido, as outras quatro meninas, que são Lica (Manoela Aliperti), Benê (Daphne Bozaski), Tina (Ana Hikari) e Ellen (Heslaine Vieira) entram em uma verdadeira luta contra o tempo para ajudar naquele parto difícil. As cinco acabam ficando muito amigas. Embora estudem em colégios diferentes umas das outras, algumas em particular e outras em público, elas dão um jeito de se encontrar e apoiarem umas às outras.

No decorrer da trama, as situações de cada uma das meninas foram apresentadas também ao público, algumas de maneira mais sutil, outras, pensadas para chamar a atenção para situações preocupantes.

Benê, uma simpática garota estudiosa, acaba se mostrando companheira fiel das amigas, pronta para ajudar, com seu jeito peculiar de ser em qualquer situação. A menina, portadora de um tipo de autismo leve, chamado tecnicamente de Síndrome de Aspenger, mostra isso de forma delicada, como a personagem pede. Daphne Bozaski passa isso ao público de um jeito até doce de ser. O relacionamento entre ela e sua mãe, Josefina (Aline Fanju), uma mulher que criou Benê e seu irmão, o simpático Julinho (Davi Souza) sozinha, é uma das coisas mais doces exibidas em uma novela hoje em dia.

Ellen, estudante de um colégio público, vê sua vida mudar totalmente ao receber a chance de uma bolsa de estudos para um particular. Porém, acaba sofrendo muito preconceito e desconfiança por parte de membros do próprio colégio onde está tentando entrar, mas dá a volta por cima de tudo, provando sua capacidade.

Lica enfrenta situações como o delicado relacionamento com seu pai, Edgar (Marcelo Antony), quando este se separa de sua mãe, Marta (Malu Galli), para viver com Malu (Daniela Galli), com quem tem uma filha, Clara (Isabella Scherer), de quem era amiga de infância. Todas essas situações acabam por deixar a menina com muitos traumas.

Foto: Divulgação

Tina nasceu e cresceu em uma família oriental, muito conservadora. Sua mãe, mais do que seu pai, não admite que a menina tenha relacionamentos com pessoas de diferentes etnias da dela. Isso causa discussões e conflitos dentro de sua casa, pelo fato de ela ser amiga de Ellen e namorada de Anderson (Juan Paiva).

As “Five” não são nada diferentes do que muitos dos círculos de amigas que vemos na vida real. Por isso, a identificação e até um certo cainho acabaram sendo imediatos. As situações tão atuais e elenco tão brilhante estão fazendo de Malhação Viva a Diferença uma das melhores temporadas do folhetim.
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário