News
Loading...

Feira PARTE traz inovações e programação cultural ao público infantil

Com projetos especiais e atividades diferenciadas para adultos e crianças, a 9° Edição da Parte conta com um repertório contemporâneo e descolado

Por colaboradora Monise Rigamonti

Neste final de semana um evento importante na área das artes visuais é a Feira PARTE, que neste ano está em sua 9° edição. A feira contece no Clube A Hebraica, entre os dias 8 a 12 de novembro, em São Paulo. 

Social Board - Foto: Guilherme Teixeira

Executada por Carmen Schivartche, Lina Wurzmann e Tamara Perlman, está consolidada como uma das principais feiras de arte contemporânea da América Latina. Desde 2011, articula novos talentos e traz proposições inovadoras. Para esta edição se destacam dois projetos: as seções SOLO e COLETIVOS. 

Na estreia a Seção SOLOS, conta com a curadoria de Douglas de Freitas (Museu da Cidade de São Paulo). Selecionou jovens artistas representados por algumas das maiores galerias de arte do Brasil, para mostrarem seus projetos. Alinhada com um dos objetivos centrais do evento, que é dar visibilidade à nova geração da arte contemporânea nacional, iniciam essa imersão os espaços: Galeria Millan com Guilherme Ginane, Galeria Vermelho com Guilherme Peters, Casa Triângulo com Lucas Simões, e a Baró Galeria com Ricardo Alcaide.

Galerie Brésil - A Namorada Francesa de Roy VI - Foto: Neno Ramos

Para a Seção COLETIVOS, alguns grupos de artistas e ateliês foram selecionados para dar visibilidade a uma produção mais alternativa, porém com grande força e forte atuação. Participam O Ateliê Ale (SP), o Coletivo Rifa (Salvador e SP), Sem Título (CE), o Grupo Aluga-se (SP) e o Pigmento (SP) participam dessa primeira edição.

Programação Infantil 

Um destaque do evento para este ano, são as atividades direcionadas ao público infantil como a Caça ao Tesouro através das obras expostas na feira.

Outra recreação será A Caixa dos Escolhidos, inspirada no trabalho de Arthur Bispo do Rosário, um recipiente composto por um conjunto de jogos pedagógicos, uma publicação e um filme em formato DVD. Contribui de forma lúdica e crítica para a formação de crianças, jovens e adultos em ambientes formais e não-formais de educação, amplia a difusão da cultura e da história da arte. Solicita aos seus participantes a exploração da percepção visual e do uso dos demais sentidos.  

Coletivo Rifa - Foto: Pico Garcez Solitud 1 

No jogo do Social Board, um skate que não tem começo e não tem fim, representa uma serpente alquímica, um símbolo do eterno. Criado por Guilherme Teixeira, inspirado no skateboard, o objeto precisa de duas, três, quatro ou mais pessoas para funcionar em sua plenitude. De mãos dadas, o objeto transforma-se num “gira-gira”, onde as pessoas ficam de pé, num surpreendente equilíbrio compartilhado. A finalidade é que seja um brinquedo de criança, um esporte sem competição. Um veículo que se move e não vai a lugar algum, quanto mais rápido você corre mais parado você fica. 

Os passatempos aconteceram no horário de abertura ao público, no sábado (11) e domingo (12), serão gratuitas. Tragam as crianças e a família toda e apreciem uma bom jornada artística e cultural com muitas inovações. 

Serviço:  
FEIRA PARTE
Clube A Hebraica (Salão Marc Chagall) 
9 a 11/11, quinta-feira a sábado, das 13h às 21h
12/11, domingo, das 11h às 19h
Rua Dr. Alberto Cardoso de Melo Neto, 115, Jardim Europa, São Paulo (SP)
Entrada gratuita | Valet no local
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário