News
Loading...

Imigrantes haitianos que vivem no bairro do Glicério, são retratados em exposição fotográfica

Por Andréia Bueno

O tema imigração está em evidência devido aos atuais movimentos migratórios decorrentes de conflitos, acidentes naturais e questões econômicas e, até mesmo, pelas recentes alterações na lei de migração brasileira. 

                  Foto: Lucca Messer

Com o intuito de retratar como vivem os imigrantes, o fotógrafo documentarista Lucca Messer voltou suas lentes à comunidade de haitianos que residem no bairro do Glicério, região central de São Paulo, SP, durante quatro meses. O projeto foi produzido pelo haitiano Ocarl Joseph.

O resultado, que poderá ser conferido de 9 de dezembro de 2017 a 24 de fevereiro de 2018, mostra os sonhos que movem homens, jovens e mulheres ao Brasil e a realidade que vivem diariamente em busca de melhores condições.  

A mostra é um fragmento do trabalho do profissional, que pretende criar uma série das diversas comunidades ainda ignoradas no Brasil. Além das imagens capturadas, será possível conhecer cada um dos personagens por meio de depoimentos em que os imigrantes revelam seus sonhos, família, trabalho, religiosidade e fé, como o de Esner Sylvain, 31 anos e que vive em São Paulo, há dois anos.


Serviço
Rostos Haitianos, de 9/12/2017 a 24/2/2018
Horário: das 10 às 19h
Gratuito
Unibes Cultural, rua Rua Oscar Freire, 2500, São Paulo, SP
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário