Entrevista Projeto #Elenco60: Pedro Arrais - Acesso Cultural - Arte, Cultura Pop e Entretenimento
News
Loading...

Entrevista Projeto #Elenco60: Pedro Arrais

Conheça um pouco mais do elenco do musical 60!, Década de Arromba - Doc. Musical, através de entrevistas semanais. Esta semana, saiba mais sobre o ator Pedro Arrais

Por Leina Mara


Divulgação/60! Doc. Musical

Após uma temporada de sucesso no Rio de Janeiro e São Paulo, "60! Década de Arromba - Doc.Musical volta ao Theatro NET Rio para uma curta temporada! Estrelado pela representante maior da Jovem Guarda, a cantora Wanderléa, o espetáculo é dirigido por Frederico Reder, com roteiro e pesquisa de Marcos Nauer. 

"60! Década de Arromba - Doc. Musical" utiliza ferramentas de documentário (fotos, vídeos e depoimentos reais), somadas a cenas, textos e canções apresentadas ao vivo por 24 atores/cantores /bailarinos para contar a história da década de 1960.

No intuito de continuar apresentando ao público um pouco mais sobre o elenco, voltamos com o projeto #Elenco60 divulgaremos um especial semanal de entrevistas com os atores. Esta semana o AC entrevista com o ator Pedro Arrais.

Foto/Divulgação: Caio Gallucci


Conte-nos um pouco mais sobre o inicio de sua carreira e trajetória no teatro musical?

Minha trajetória no teatro musical começou logo que me mudei para o Rio de Janeiro e entrei para a CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), lá comecei fazendo contatos e logo entrei numa cia para fazer meu primeiro musical. A partir daí foquei mais nos estudos particulares de canto, dança e sapateado. Meu primeiro grande Musical foi "As Mimosas da Praça Tiradentes", no Teatro Carlos Gomes, com direção de Sérgio Módena e Gustavo Gasparani, e depois não parei mais. Daí vieram os musicais, O Mágico de Oz, de Moeller e Botelho, Para Sempre AbbA, A Madrinha Embriagada e O Homem De La Mancha, com direção do Miguel Falabella, O Primeiro Musical a Gente Nunca Esquece e Rock in Rio Lisboa, da Aventura Entretenimento até chegar no 60! Década de Arromba.

Em cena de O Mágico de Oz -  Musical de Möeller e Botelho 


Que artistas te inspiraram a seguir a carreira de ator ? Existe algum papel que ainda almeja interpretar? 

Tem muitos artistas que me inspiram, tanto na TV e no Cinema, como no Teatro e Teatro Musical. Javier Bardem, Fernanda Montenegro, Daniel Day-Lewis, Meryl Streep, Fernando Eiras, Fred Silveira, Sandro Christopher, Paulo Szot, dentre outros. Almejo alguns vários papéis na minha carreira. Claude, do Hair seria um bom grande papel.


Como Freddie Mercury em Rock In Rio – O Musical em Lisboa

Como foi o seu processo para 60! Década de Arromba - Doc. Musical? 

Foi um processo de muita liberdade de criação. Fred, Tony e Victor nos deixaram muito livres pra propor o tempo todo. Isso pra um ator é maravilhoso, a liberdade de criação. É até melhor do que pegar um musical que vem pronto de fora e temos que adaptar pro Brasil.



Caracterizado para o musical O Homem De La Mancha - direção de Miguel Falabella

Qual sua parte favorita no musical? Por que? 

Hair e Festivais. Pelos arranjos do Tony e por ser um momento em que temos o elenco todo no palco com um grupo unido.

Em seu solo em 60! Decada de Arromba Doc. Musical | Foto: Julio Leão

Qual a sensação de trabalhar ao lado de Wanderléa?

Wanderléa é um ser de luz e muito especial. Fico emocionado todos os dias ao descer com ela das escadas e pensando que ela é uma ídola da minha mãe e por isso eu entrei no mundo da música. Tem um valor sentimental enorme eu estar ao lado dela no palco. Aprendo todos os dias com ela.

Quais seus planos futuros?

Estar ao lado profissionais tão maravilhosos quanto Wanderléa, aprendendo mais e mais. E 70, 80 e 90!


Foto: Divulgação






Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário