Oscar 2018 realiza feito histórico com Presença Trans em produções concorrentes - Acesso Cultural - Arte, Cultura Pop e Entretenimento
News
Loading...

Oscar 2018 realiza feito histórico com Presença Trans em produções concorrentes

Por Nicole Gomez

Daniela Vega, atriz transgênero e estrela  de “Uma Mulher Fantástica”  e cineasta trans dirige documentário sobre racismo.

Daniela Vega - Foto: Divulgação

Não é novidade, no Oscar, a presença de figuras transgênero, mas este ano pode ser encarado como um marco, já que são dois filmes sobre eles, também feitos e/ou protagonizados por transgêneros na disputa pelo prêmio.

Daniela Vega, atriz transgênero, interpreta Marina, uma jovem de luto, vítima dos preconceitos de uma conservadora sociedade chilena em “Uma Mulher Fantástica”. O filme está indicado ao Oscar na categoria de "Melhor Filme em língua estrangeira". O longa é coproduzido entre Chile, Alemanha, Espanha e Estados Unidos. 

Já na categoria Documentário, Yance Ford concorre por “Strong Island”, um longa com inspiração biográfica sobre o racismo e as falhas no sistema judiciário. Ford é o primeiro cineasta trans a concorrer em todas as categorias. 

Foto: Divulgação

É importante lembrar que antes de “Uma Mulher Fantástica”, outros longas com a temática ou com transgêneros em seu elenco levaram o Oscar. "Traídos pelo Desejo" (1992) venceu na categoria roteiro; "Meninos não choram" (1998) premiou Hilary Swank; "Clube de Compras Dallas" venceu em três categorias, incluindo a de ator coadjuvante para Jared Leto por seu papel como Rayon; "A garota dinamarquesa" (2015) rendeu o Oscar de atriz coadjuvante para Alicia Vikander e virou um filme pioneiro do segmento.

Porém, todas as produções citadas foram protagonizadas por intérpretes cisgênero (pessoas cuja identidade de gênero e sexo biológico coincidem), e não por 'trans'. Nisso, o Oscar 2018 sai à frente, provando que é tempo de quebra de preconceitos e igualdade para todos. 
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário