Allison Janney surpreende e leva o Oscar de melhor atriz coadjuvante - Acesso Cultural - Arte, Cultura Pop e Entretenimento
News
Loading...

Allison Janney surpreende e leva o Oscar de melhor atriz coadjuvante

Por colaborador Cristian César 

Allison é daquelas atrizes que guarda dentro de si um enorme leque de possibilidades e uma diversidade incrível. As conquistas de seu 2017 foram com o filme 'Eu, Tonya' onde a atriz americana recebeu  1 globo de ouro, 1 prêmio BAFTA, 1 Critics Choice Awards, 1 Screen Actors Guild e agora 1 Oscar, e todos foram conquistados como Melhor Atriz Coadjuvante, no papel de LaVona Harding, a mãe de Tonya.  

Foto: Divulgação / California Filmes 

Para quem pôde acompanhar seu desenvolvimento no longa, percebeu que a atriz americana carregou consigo uma acidez fora do comum. LaVona é uma mãe dura que atormenta sua filha desde muito nova, tudo com o intuito de torna-la uma patinadora profissional. Sua premiação veio com um tom de surpresa, haja visto que ela não era uma das favoritas.  

No total Janney possui 19 prêmios somados aos mais diversificados trabalhos que já fez. Um memorável e que também lhe rendeu bons frutos é a sua personagem como porta voz da Casa Branca na série The West Wing, que rendeu quatro Emmys, um Satellite Award e quatro Screen Actors Guild Awards.

                       Foto: Divulgação

Sua carreira no cinema inclui Big Night (1996), Primary Colors (1998), Drop Dead Gorgeous (1999), 10 Things I Hate About You (1999), American Beauty (1999), The Hours (2003), Finding Nemo (2003), Hairspray (2007), Juno (2007), The Help (2011), Tammy(2014), Spy (2015) e I, Tonya (2017). Atualmente, Janney estrela Mom como Bonnie Plunkett e tem um papel recorrente em Masters of Sex como Margaret Scully. 

O Oscar é uma cereja para o bolo de 2017 de Allison, sua vitória veio assinada com muita irreverência. O papel da mãe que narra os acontecimentos da vida de sua filha ao lado de seu passarinho com sua sonda de oxigênio tocou o coração e mexeu com o juízo de muitos ao transitar perfeitamente entre o humor e o drama, enganando o espectador ao ponto de acreditar que se regenerou em uma das cenas finais da trama.  

Foto: Divulgação

Parabéns a Allison Janney que conseguiu nos levar das risadas ás lágrimas e da felicidade ao ódio com LaVona Harding.
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário