News
Loading...

Resenha: Com Amor, Simon

Por colaborador Jurandir Vicari

Com Amor, Simon", é uma comédia "teen", com o diferencial em ter como protagonista um personagem gay.

Foto: Divulgação

Então se você é homofóbico recomendo não ler essa resenha ou ver o filme, apesar de ressaltar que não há nada de chocante. Tudo acontece de forma bem orgânica, é um filme que dá para assistir com toda a família.

O filme é baseado no livro "Simon vs A Agenda Homo Sapiens" da escritora Bechy Albertalli, publicado no Brasil pela editora Intrínseca e levada as telonas pela Fox, com direção de Greg Berlanti.

A escolha do elenco talvez seja a cereja do bolo. Se você é fã de "13 Reasons Why", poderá matar a saudade de dois dos atores da série. A atriz Katherine Langford, que vivia a Hanna Baker, foi ótima revê-la,  e Miles Heizer, que vivia o Alex.

Foto: Divulgação

Outro destaque é o roteiro, finalmente um filme com temática LGBTQ, que não termina em desgraça! Claro, que tem todo o drama da descoberta da sexualidade e o que isso implica, mas não tem as doenças, mortes ou desgraças que os filmes com essa temáticas, costuma carregar. O filme é leve, alternando comedia, drama e romance na dose certa e deixando o público com um gostinho de quero mais. 

O cenário, figurino e fotografia são bem neutros, fazendo nos acreditar que o filme se passa em qualquer cidadezinha americana, e deixando o "colorido" para as personagens. E por se tratar de um filme com temática gay, podemos encontrar alguns exemplos desde do mais afeminado, até o gay mais "padrão". E mais uma vez temos que elogiar o elenco. O protagonista Nick Robinson, interpreta um adolescente comum, e em nenhum momento carrega nos esteriótipos, nem no de adolescente e nem em relação a sua sexualidade. 

Nenhum personagem é raso e todos são importantes para o desenrolar da estória. Até saií do cinema acreditando que TODOS podem ter uma história de amor. Aperte o play e confira o trailer.


Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário