News
Loading...

Resenha do livro: Manhã, Tarde e Noite de Sidney Sheldon

Por Cristian Cesar

Autor renomado e de grande histórico de publicações, Sidney Sheldon (1917-2007) lançou em 1995 o livro romance-suspense 'Manhã,Tarde e Noite' que é recheado de surpresas e reviravoltas do início ao fim.   

Foto: Divulgação

A obra conta sobre a morte de Harry Stanford, um dos homens mais ricos e influentes do mundo, afogado em circunstâncias suspeitas ao cair de seu iate na tempestuosa costa da Córsega. Ele havia acabado de anunciar o desejo de modificar seu testamento. Quando seus filhos - e herdeiros - se reúnem, depois do funeral, surge uma linda jovem que afirma ser filha do magnata. Agora, ninguém sabe se ela é uma impostora ou se teria Stanford sido assassinado por algum de seus familiares. 

É um livro que tem como aspecto prender a atenção do leitor. Cada capítulo é uma evolução específica e sabe mexer com a imaginação. A descrição de cada personagem também é algo que deve ser muito respeitado, a forma como ele desenha com palavras as características de cada um, é marcante.

Vale ressaltar como Sidney entrelaça uma história em outra completamente diferente, transitando  do suspense ao romance.  A mocinha que aparece misteriosamente dizendo ser filha desse homem rico contrasta com a história do irmão homossexual malvado, que nunca foi aceito por seu pai e sentia sede de vingança pelos maus-tratos que seu pai o infringia por nunca ter sido amado como um membro real da família.

Em uma perspectiva geral, 'Manhã, tarde e noite' é para aqueles que gostam de devorar mais de 200 páginas em um dia por não aguentar de ansiedade para descobrir o desfecho final. É aclamado pela crítica e tem um excelente roteiro, sendo um dos carros chefes do autor.
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário