News
Loading...

Entrevista: A expressividade de Karina Ramil

Por Cristian Cesar

Com uma dose de humor ácido, expressividade e amor pela atuação, Karina Ramil está há três anos no elenco fixo do canal Porta dos Fundos e tem várias histórias para contar. 


Foto: Divulgação

Apesar de tímida, a moça se mostra caricata e entregue aos personagens que faz. Tem um gingado um tanto diferente ao atuar. A entrega ao papel é tamanha que pode facilmente ser confundida com sua personalidade verdadeira.

Karina concedeu entrevista ao #AC e contou um pouco sobre suas particularidades e como ela é no cotidiano. Vamos lá?

Acesso Cultural (AC): Em seus estudos no teatro, existe alguma lição que você pensa: "Poxa essa eu vou levar para a vida inteira"? 

Karina Ramil: Muitas, acho que cada aprendizado fica pra sempre. Claro que tem momentos que ficam mais marcantes na memória, mas tento sempre absorver o máximo que dá dos estudos. De todas as coisas que estudei acho que estar "presente" e "escutar com quem você está fazendo cena" são os primeiros ensinamentos que eu passaria pra alguém.

AC:Como surgiu o Porta dos Fundos na sua vida? E como foi ser integrada ao elenco fixo? Qual foi a sensação? 

KR: Eu sempre assisti o Porta e me identificava muito com o trabalho deles, mas foi quando eu vi que abririam vaga pra uma nova atriz que comecei a correr atrás disso. Fiz alguns testes e passei! Entrar pro elenco foi algo inacreditável pra mim que era fã,mas eu amei e sou extremamente grata por tudo que me proporcionaram. A sensação foi de vitória, depois de muitas batalhas, claro (rs).

AC: Defina "Karina Ramil" em uma palavra?

KR: Nossa! Hahaha, agora você me pegou... Tão difícil responder isso... mas pode ser "criativa" (rs)?

Foto: Rafael Barja 

AC: Qual característica você considera mais expressiva?

KR: Acho que lealdade. Sou muito leal aos meus amigos e a quem me cerca. Dificilmente você me verá deixando alguém na mão.

AC: De todas as conquistas, qual a que você considera principal em sua vida? 

KR: Tenho algumas que sou bem orgulhosa, como o Porta, mas acho que ter montado uma peça com a minha companhia e outra com um grupo de amigos, me fazem sentir muito vitoriosa.

AC: Atuar é um sonho desde criança?

KR: Sim, sempre amei. Ao longo dos anos me questionei se era a minha primeira profissão, acho que vestibular mexe com a nossa cabeça, mas fico feliz de ter optado pela atuação hoje.

AC: Qual conselho você daria para quem sonha com a arte?  

KR: Não passar em testes não significa nada. Conheça pessoas que compartilham do mesmo amor que você e produzam suas próprias coisas. Tenha sua própria voz, isso é ser um verdadeiro artista.


AC: Qual foi o maior obstáculo que você já encontrou em sua carreira?

KR: A questão financeira. Viver de arte no Brasil é ingrato nesse sentido. As pessoas mal sabem da profissão e já querem desvalorizar, dizer que é coisa de vagabundo. Não sabem o que é Lei Rouanet e criticam, mas querem assistir as novelas, filmes, peças e que tudo seja de graça. Tem que ralar muito pra sobreviver na nossa profissão, principalmente quem trabalha mais no palco.

AC: Quem lhe incentivou artisticamente? 

KR: Meus pais sempre foram muito generosos comigo, nunca me faltou apoio para seguir esse caminho.

AC: Em suas atuações é perceptível que você possui uma personalidade mais tímida, você é assim em seu cotidiano? 

KR: Jura que você percebeu? Nossa, eu sempre falo que sou tímida e meus amigos fazem piada! Acho que ao longo dos anos fui ficando cada vez mais tímida sim, e isso talvez deva passar para a atuação já que sou eu mesma né (rs) ?

Foto: Kyra Mirsky

AC: Na música, quem são suas influências?

KR: Beatles e Bob Marley!! É clichê, mas é verdade, rs! Muita música brasileira também. Minha família é de músicos, então influencia deles é o que não falta.

AC: E para encerrar, deixe um recado para nós do Acesso Cultural?  

KR: Adoro vocês! Amei as entrevistas que li e adorei participar dessa! Tomara que nos esbarremos mais por aqui!


Você pode conferir o trabalho desta atriz maravilhosa no canal do Porta dos Fundos e também no teatro! Não fique de fora!
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário