Resenha: As Brumas de Avalon - Acesso Cultural - Arte, Cultura Pop e Entretenimento
News
Loading...

Resenha: As Brumas de Avalon

Por Leina Mara

O grande clássico que retrata a história do Rei Artur, “As Brumas de Avalon”, de Marion Zimmer Bradley, está em uma edição super especial, com volume único, pela Editora Planeta

Foto: Divulgação

Quem não conhece o Rei Artur? Camelot? A Távola Redonda? Então, em “As Brumas de Avalon” conhecemos a lendária história do rei através da perspectiva das mulheres que foram essenciais em sua vida: Morgana das Fadas, Viviane, a Senhora do Lago, Igraine, Morgause e Gwenhwyfar. Por meio de gerações, o leitor é levado a conhecer a história desde os seus primórdios e como a mitologia esteve tão presente no destino dos personagens. Alguns até bastante conhecidos, como o grande Merlin e Lancelot. 

Com a Grã-Brethania destruída, uma profecia de Avalon prenunciava o nascimento de um rei que uniria todos os povos, trazendo a paz. Artur seria seu nome. A jovem Igraine, irmã de Viviane, a Senhora do Lago, foi a escolhida para gerar a criança. Casada com Gorlois e mãe da pequena Morgana, Igraine teria que se envolver com o jovem Uther Pendragon e cumprir a profecia. E assim aconteceu. Após a morte de Gorlois em batalha, a jovem se uniu a Uther e deu à luz ao futuro rei, Artur. 

Em meio a tantas batalhas, ascensões, renúncias e paixões, Marion prende o leitor com o detalhismo em sua obra. A leitura vai avançando de forma natural e quase imperceptível, que o leitor adentra nesse universo fantástico engolindo as páginas e na ânsia de continuar desvendando cada parte dessa trama tão fascinante. Não à toa que “As Brumas de Avalon” é considerado um clássico da literatura fantástica. 

Em quase mil páginas deste volume único, a saga do povo de Avalon é recheado de acontecimentos e é difícil não dar “spoliers” sobre o enredo. Então, fica aqui a dica para não perder a chance de se deliciar por essa lendária história. 


Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário