Palavras Cruzadas: Lugares de fala contemporânea - Acesso Cultural - Arte, Cultura Pop e Entretenimento
News
Loading...

Palavras Cruzadas: Lugares de fala contemporânea

Por meio de 12 telões, temas como racismo, homofobia, desigualdade social, imigração e feminismo negro literalmente cercam o público 


Por Andréia Bueno

Doze protagonistas, em doze vídeos ativados através de sensores de presença. Doze questões urgentes de visibilidade, expostas em depoimentos contundentes por diferentes representantes na luta contra preconceitos sociais. Esta é a proposta da exposição multimídia PALAVRAS CRUZADAS: LUGARES DE FALA CONTEMPORÂNEOS, no Sesc Vila Mariana.

Foto: Divulgação

Com curadoria de Daniel Lima, Élida Lima e Felipe Teixeira, a instalação é interativa; cada vídeo é acionado com a aproximação das pessoas. E isto não é por acaso: o outro é indispensável. É indispensável a quaisquer debates; para que nos façamos entender, para que possamos conviver, e tem de estar disposto a nos enxergar e ouvir. Outra escolha significativa na montagem diz respeito a seu espaço expositivo disposto em formato circular: nenhum dos temas presentes tem ascensão sobre outro; são todos igualmente importantes e prementes de reflexão. Assim, o público é convidado a acompanhar os discursos, dentro ou fora do círculo, criar analogias, reflexões e diálogos a partir das falas cruzadas. Em cartaz até o dia 23 de dezembro de 2018, a exposição tem entrada franca e é livre para todos os públicos.

O termo “lugar de fala” representa a busca pelo fim da mediação: a pessoa que sofre preconceito fala por si, como protagonista da própria luta e movimento. Nesse sentido, a exposição surge de alguns importantes questionamentos: quem pode falar? A quem é conferida a legitimidade e autoridade para se posicionar frente às realidades sociais? Quais vozes são consideradas na organização social, política, econômica e cultural das sociedades?

Doze protagonistas, das mais variadas vertentes sociais, ocuparão os lugares de fala: Movimento Indígena com David Karai, Movimento Quilombola com TC Silva, Movimento Sem Teto com Carmen Silva, Mães de Maio com Débora Silva, pessoas em situação prisional com Dexter, Movimento das Prostitutas com Lourdes Barreto, Movimento Trans com Amara Moira, Cultura Surda com Edinho Santos, Movimento Secundarista com Marcela Jesus, Feminismo Negro com Juliana Borges, Movimento LGBTs com Jéssica Tauane e Imigrantes com Shambuyi Wetu.

Detectores de presença, videomapping e programação digital em softwares de interatividades são alguns dos recursos tecnológicos utilizados pela equipe de realização do projeto. A exposição é fruto da pesquisa desenvolvida com o LabArteMidia (Laboratório de Arte, Mídia e Tecnologias Digitais), do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão e do Programa de Pós-Graduação em Meios e Processos Audiovisuais, da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, criado em 2016 em vinculação à pesquisa do Prof. Dr. Almir Almas.

_PROGRAMAÇÃO INTEGRADA

PALAVRAS CRUZADAS: LUGARES DE FALA CONTEMPORÂNEOS terá uma programação integrada com oficinas, bate-papos e cursos. A partir de outubro, a grade de programação do Sesc Vila Mariana passa a oferecer atividades ligadas aos temas propostos na exposição, entendendo arte como ferramenta de transformação atuante nas causas sociais.

_EDUCATIVO

Durante todo o período em cartaz, a exposição contará com uma proposta educativa específica. A equipe de educadores terá papel fundamental na mediação dos conteúdos com o público visitante, para ativação das reflexões sobre os lugares de fala e os temas abordados pelos protagonistas, exercitando a alteridade e, estimulando a cidadania e o respeito à diversidade.Os agendamentos de grupos são realizados através do e-mail: agendamento@vilamariana.sescsp.org.br e http://bit.ly/ExpoPalavrasCruzadas


Serviço:

PALAVRAS CRUZADAS: LUGARES DE FALA CONTEMPORÂNEOS

Curadoria de Daniel Lima, Élida Lima, Felipe Teixeira e LabArteMidia

Visitação: até  23 de dezembro; terças a sextas-feiras, das 10h às 21h30; sábados, das 10h às 20h30; domingos e feriados, das 10h às 18h30

Local: Hall dos Elevadores

Livre

Grátis

Horário de funcionamento da Unidade: Terça a sexta, das 7h às 21h30; sábado, das 9h às 21h; e domingo e feriado, das 9h às 18h30.

Central de Atendimento (Piso Superior – Torre A): Terça a sexta-feira, das 9h às 20h30; sábado, domingo e feriado, das 10h às 18h30.

Estacionamento: R$ 5,50 a primeira hora + R$ 2,00 a hora adicional (Credencial Plena: trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). R$ 12 a primeira hora + R$ 3,00 a hora adicional (outros). 200 vagas.

Sesc Vila Mariana

Rua Pelotas, 141, São Paulo - SP

Informações: 5080-3000

Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário