10 programas dos anos 90 que bate aquela nostalgia! - Acesso Cultural - Arte, Cultura Pop e Entretenimento
News
Loading...

10 programas dos anos 90 que bate aquela nostalgia!

Por Nicole Gomez


Se você viveu os anos 90, com certeza teve um programa predileto, aquele que só de mencionar essa década tão saudosa, você já lembra imediatamente, não é verdade? Para te deixar ainda mais nostálgico, preparamos uma lista com 10 programas dessa época para você matar as saudades. Veja!



Passa ou Repassa

Foto: Divulgação

Exibido originalmente de 1987 a 2000, o que hoje é um quadro dentro do programa Domingo Legal, já foi uma atração exclusiva da grade do SBT. Já foi apresentado por Gugu Liberato, pelo próprio Silvio Santos, Angélica e até mesmo por Celso Portiolli, que hoje comanda a atração em formato de quadro. O game show, que é inspirado no americano Double Dare, fazia a diversão das crianças durante as tardes dos anos 90. Não negue que você também torcia para o Portiolli levar tortada no final! 



O Mundo da Lua



“Alô, alô! Planeta Terra chamando...” 



Exibido originalmente entre outubro de 1991 e setembro de 1992, a série teve como protagonista o ator Luciano Amaral, que depois dessa produção, fez mais alguns trabalhos de sucesso na TV Cultura. Luciano era Lucas Silva e Silva, um sonhador garoto que, acompanhado de um gravador, inventava mil histórias, que no final, o faziam refletir sobre a realidade. 




X-Tudo

Exibido originalmente de abril de 1992 a novembro de 2002, foi um programa de curiosidades que ensinava as crianças desde como fazer brinquedos em casa, até receitas fáceis, que qualquer um poderia fazer quase sem o auxílio de um adulto. Gerson de Abreu era o apresentador da atração, que também tinha a participação de Marcelo Mansfield, Raquel Barcha e Rafael Meira, e é claro, o X, um boneco de pelúcia nesse formato que fazia participações especiais dentro dos quadros.


Piores Clipes do Mundo

O programa, exibido na MTV entre os anos de 1999 a 2002, era apresentado por Marcos Mion. O humorístico se encarregava de levar ao telespectador os piores clipes do mundo, como o nome mesmo diz, clipes que contavam com produção amadora ou que simplesmente não fazia sentido. O programa também passou pela apresentação de Marina Person e João Gordo, mas pode-se dizer que Mion deixou sua marca na atração e a produção foi embrião de vários outros programas que vieram, como o Descarga, também da MTV, e mais recentemente, o Vale a Pena ver Direito, quadro do programa Legendários, exibido na Record. 


Hugo

Exibido pela TV Gazeta entre 1995 e 1998, tratava-se de um game, com o personagem homônimo, que era controlado através das teclas do telefone do telespectador que fazia sua ligação para participar. O jogo consistia em não deixar o personagem morrer, caindo nas armadilhas que iam aparecendo no decorrer de cada etapa. Você sabia que, hoje, o game está disponível para celular? 


Disney Club

O Comitê Revolucionário Ultra-Jovem, também conhecido como Cruj, foi a sensação entre as crianças que viveram os anos 90. Exibido entre 1997 e 2002, no SBT, também exibia desenhos como Pateta e Max, Hora do Recreio, entre outros. Juca, Chiclé, Maluca e Macaco, entre outros que passaram pela atração, deixam saudades até hoje. A atração também chegou a se chamar Disney Cruj, após um período de férias.


Castelo Rá-Tim-Bum

O Castelo mais famoso dos anos 90 não poderia faltar nessa lista! A série acompanhava Nino, um menino de 300 anos, vivido por Cássio Scapin, que vivia no castelo com seu tio, o Dr. Victor (Sergio Mamberti), um grande inventor, e Morgana (Rosi Campos), uma feiticeira de 5999 anos, além de mais algumas figuras bem carismáticas como Tap e Flap, um par de sapatos falantes, Celeste, uma cobra cor-de-rosa que vivia em uma árvore, e o Ratinho, que ficou famoso por amar tomar banho, entre outras criaturas que, de início dão medo, mas depois cativam Pedro, Biba e Zequinha (vividos por Luciano Amaral, Fredy Allan e Cinthya Rachel, respectivamente), três crianças que são atraídas para o local graças a uma mágica de Nino.


Bom dia & Cia

No ar desde 1993 até os dias de hoje, é conhecido por ter grandes índices de audiência e também estar no ar há mais tempo. O infantil é focado principalmente em desenhos animados e games, onde os telespectadores ligam para participar. Atualmente, a interação é feita através do Skype. Mas você se lembra dos apresentadores que passaram por lá? Entre eles, Eliana, Jackeline Petkovic, Yudi e Priscila, Maísa e atualmente, Silvia Abravanel. Quem viveu a fase de Yudi e Priscila, com certeza se lembra da torcida animada do apresentador para que o telespectador ganhasse o Playstation! 


A Família Dinossauros

A série foi exibida no mês de abril de 1992, dentro do Xou da Xuxa, na Rede Globo. Apesar de pensada para ser uma atração infantil, traz críticas importantes acerca dos assuntos adultos da classe média americana, bem como seus costumes. Produzida pela Disney em parceria com a Jim Henson Productions, a qual concebeu os bonecos que representam os personagens, e a Michael Jacobs Productions, entre os anos de 1991 e 1994, a série gira em torno das aventuras de uma família de dinossauros, a Família Silva Sauro (Sinclair, em inglês), que vive em uma sociedade dominada pelos grandes répteis, onde os humanos são animais selvagens. Após sua primeira exibição pela Rede Globo, A Família Dinossauros começou a ser exibida pelo SBT, e anos depois, pela Rede Bandeirantes. A série reestreou no Canal Viva desde o dia 21 de agosto de 2014 às 22h e pelas manhãs, às 11h. Quem não se lembra das falas do Baby, como “não é a mamãe”?


O Mundo de Beakman

O Mundo de Beakman foi um programa de televisão educativo, estrelado pelo ator americano Paul Zaloom no papel do Professor Beakman. O programa foi baseado na tira de jornal You Can with Beakman and Jax, de Jok Church. No original, o programa contava com a interação de telespectadores reais, que mandavam carta para a atração. No Brasil, entretanto, devido à tradução para o nosso idioma, nomes fictícios foram utilizados no lugar. O Professor Beakman era acompanhado pelo seu rato de laborátorio Lester (Mark Ritts) e de assistentes como Rosie (Alana Ubach), Liza (Eliza Schneider) e Phoebe (Senta Moses), que mudaram ao longo da série, e por vezes alguns apresentados pelo próprio Beakman, como Art Burns, Meekman (o irmão de Beakman), O Homem Equilíbrio, Vlavaav, e o Professor Chatoff. A série foi transmitida no Brasil pela TV Cultura entre 1994 e 2002, com uma breve passagem pela Rede Record, no programa Agente G, em 1997. Também chegou a ser exibido pelo canal pago Boomerang. No primeiro semestre de 2011, voltou a ser exibido pela TV Cultura. 

Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário