Marina Ruy Barbosa e Daniel Rocha cantam Sabotage em cena de Sequestro Relâmpago - Acesso Cultural - Arte, Cultura Pop e Entretenimento
News
Loading...

Marina Ruy Barbosa e Daniel Rocha cantam Sabotage em cena de Sequestro Relâmpago

No longa de Tata Amaral que estreia dia 22, vítima e sequestrador se juntam nos versos de "Rap é Compromisso"


Por Andréia Bueno

Isabel (Marina Ruy Barbosa) roda pela cidade com seus dois sequestradores em trecho do filme "Sequestro Relâmpago", de Tata Amaral, que acaba de ser divulgado. Japonês (Daniel Rocha) está em seu limite. Ele quer ouvir música. Grita, gesticula e ameaça, com uma arma na mão, tanto seu parceiro, Matheus (Sidney Santiago Kuanza), quanto a moça que os dois sequestraram. Isabel canta os versos que tocam na rádio – "O rap é compromisso, não é viagem, se pá fica esquisito, aqui é Sabotage..." - Japonês se acalma e se junta a ela, empolgado.

Foto: Divulgação

Em "Sequestro Relâmpago", Isabel é obrigada a dialogar com seus sequestradores nesta noite que parece não ter fim. Ela e os rapazes terão oportunidade de descobrir suas semelhanças e diferenças, dentro do carro que roda por toda a cidade, parando em diversos bairros e locais no percurso. O filme conta ainda com participações especiais de Projota e Linn da Quebrada. Produção da Tangerina Entretenimento e Manjericão Filmes em coprodução com a Globo Filmes e o Canal Brasil, "Sequestro Relâmpago" estreia em circuito nacional em 22 de novembro, com distribuição da Pagu Pictures. Confira trecho na qual Marina Ruy Barbosa e Daniel Rocha cantam Sabotage:


No longa, Isabel sai de um bar em um bairro boêmio. Quando se aproxima de seu carro, é abordada por Matheus, 34, e Japonês, 21, que a forçam a entrar. Matheus e Japonês não são amigos. Estão juntos apenas para fazer uma série de sequestros naquela noite. Isabel é a primeira vítima. Eles estão nervosos e Isabel também. O primeiro caixa eletrônico para onde se dirigem está quebrado. São quase 22h. Os dois rapazes percebem que não conseguirão chegar ao próximo caixa e decidem manter Isabel como refém até que os caixas voltem a funcionar pela manhã. Os três passam a noite dirigindo de um lado para o outro de São Paulo, a maior parte do tempo em avenidas e bairros às margens da cidade para ganhar tempo e decidir o que fazer com Isabel. Refém em seu próprio carro, Isabel terá que negociar sua vida com Matheus e Japonês durante toda a noite.
Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário