O BEIJO NO ASFALTO chega aos cinemas em dezembro - Acesso Cultural - Arte, Cultura Pop e Entretenimento
News
Loading...

O BEIJO NO ASFALTO chega aos cinemas em dezembro

Adaptação de obra de Nelson Rodrigues, filme traz Fernanda Montenegro, Débora Falabella, Lázaro Ramos, Augusto Madeira, Stênio Garcia e Otávio Müller no elenco 

Por Andréia Bueno

Numa adaptação ousada e diferente, que mescla teatro e cinema em preto e branco, Murilo Benício faz sua estreia na direção no filme “O BEIJO NO ASFALTO”, peça escrita por Nelson Rodrigues e encenada pela primeira vez nos palcos em 1961. Com lançamento marcado para o dia 6 de dezembro, o longa traz um elenco de peso: Fernanda Montenegro, Débora Falabella, Lázaro Ramos, Stênio Garcia, Otávio Müller e Augusto Madeira.

Foto: Divulgação

Na trama, Lázaro Ramos vive Arandir, um homem que, sem pensar, atende ao pedido de um beijo na boca feito por outro homem prestes a morrer ao ser atropelado na Avenida Presidente Vargas, no Rio de Janeiro. Tal gesto banal vira uma matéria sensacionalista de Amado (Otávio Müller), um repórter que cria uma fake News e passa a explorar o beijo entre dois homens para vender mais jornal. A versão criada pelo jornalista incita a polícia a investigar uma suposta ligação entre Arandir e o morto e cria dúvidas na cabeça de Selminha (Débora Falabella), mulher de Arandir e filha de Aprígio (Stênio Garcia), que, misteriosamente, insiste na ideia de que presenciou o beijo, quando, na verdade, estava de costas.

- Nelson Rodrigues não é só atual hoje, ele vai ser sempre atual porque ele fala muito de alma, da alma humana, não fala de um tempo, ele fala de um ser, de um ser humano que vai ter sempre suas frustrações, seus desejos, as traições, conspirações, por mais que a gente mude a nossa maneira de ser e que a sociedade mude as inquietações que o ser humano sente – conta Murilo.

O projeto do filme levou dez anos para se realizar e contou com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual, Riofilme, além de recursos próprios, e coprodução do Canal Brasil. “Eu decidi fazer uma adaptação pouco antes do início dos anos 2000. Na época, comprei os direitos autorais, mas não consegui fazer porque me envolvi com outros trabalhos e acabei perdendo os direitos. Depois de muito tempo, quando eu estava fazendo um programa na Globo com o (diretor de fotografia) Lula Carvalho, que estava ciente da ideia, ele me perguntou em que pé estava e me incentivou a retomar o processo e o projeto”.

Para Débora Falabella, interpretar a Selminha e acompanhar de perto todo o processo de pré e pós-produção do filme foi um presente. “Uma das coisas mais legais de poder estar nesse projeto é conseguir encenar de uma maneira diferente no cinema esse texto do Nelson, que eu acho que na nossa dramaturgia é um dos textos mais perfeitos que a gente tem no teatro. É uma alegria poder estar com atores que eu gosto tanto em cena e tentar entender como levar o teatro para o cinema. Eu sou produtora de teatro, faço teatro há muitos anos, fiz cinema como atriz, mas nunca estive muito por trás desse processo e foi muito interessante entender isso e poder participar dessas ideias. E ainda ter pessoas como a Fernanda Montenegro e o Amir Hadad contando suas histórias para a gente”, comemora.

O BEIJO NO ASFALTO contou ainda com uma equipe de grandes nomes, como o fotógrafo Walter Carvalho, direção de arte de Tiago Marques Teixeira, montagem de Pablo Ribeiro e trilha de Berna Ceppas. Além de dirigir, Murilo Benício é produtor e roteirista do filme. Com produção de Marcello Ludwig Maia, da República Pureza Filmes, o longa tem distribuição em circuito nacional pela ArtHouse.

Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário